Blah Cultural

Série "Intercâmbio Cultural" - 3º Episódio

Nossa correspondente Marina fala sobre chegadas e partidas

Leia mais

Baú do Blah

"Cherry Bomb" do The Runaways, grupo de rock formado exclusivamente por mulheres de atitude nos anos 70, é o desenterro da semana

Leia mais

Fan Film da semana

O vídeo da vez homenageia Super Mario Bros, eleito o melhor jogo de todos os tempos

Leia mais

Novos Artistas

Com composições próprias, em inglês, a banda Austin é o destaque da vez

Leia mais

Música e Cinema

Entrevista com João Estrella: Saiba mais sobre o músico que teve sua vida retratada no filme "Meu nome não é Johnny"

Leia mais

Família do Blah

Busca

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

"SoulCalibur V": Trailer tem cosplays dos lutadores


O game que será lançado hoje nas lojas de todo o mundo teve o seu trailer de lançamento divulgado pela Namco Bandai.

A história de SoulCalibur V se passa 17 anos depois do anterior e o novo protagonista é Patroklos, filho da guerreira ateniense Sopithia. Siegfried e Nightmare retornam à essa nova edição. O jogo sai para os consoles Xbox 360 e Playstation 3.

Confira o vídeo:

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Exposições em Destaque (Semana do dia 30/01)

Contrastes
O carioca Marcelo Ment é referência quando o assunto é graffiti. Algumas experiências do artista gráfico pelo mundo que reforçam essa arte urbana como linguagem universal estão reunidas na exposição “Contrastes” que está aberta a visitação no Espaço Eletrobrás Furnas.


A mostra apresenta uma composição de dois murais dentro do estilo clássico do graffiti com predominância do preto e branco. Há também intervenções em cores, além de uma composição de fotos e quatro cubos que formam uma instalação. Reconhecido no circuito internacional de street art contemporânea, Marcelo Ment é um dos principais artistas plásticos urbanos do cenário nacional. Uma das características do carioca é ser multimidiático, ou seja, ele não limita sua arte ao uso apenas de spray. Marcelo utiliza também outras técnicas em diversos formatos e mídias.


As intervenções visuais de Marcelo Ment já passaram pelas ruas do Rio, de Barcelona, Berlim, Paris, Amsterdã e outras grandes metrópoles.

Contrastes
Espaço Cultural Eletrobrás Furnas
Rua Real Grandeza nº 219 - Botafogo
Até 04 de março
Entrada Gratuita


High Tech/ Low Tech



A exposição “High-Tech/Low-Tech- Formas de Reprodução” apresenta obras de 20 renomados artistas internacionais e nacionais com a proposta de discutir o conceito de tecnologia, seus processos, suas promessas e malefícios. A mostra reúne esculturas, performances, fotografias e vídeos . A curadoria é de Alfons Hug.


High Tech/ Low Tech
Oi Futuro Flamengo
Rua Dois de Dezembro nº 63 - Flamengo
Até 01 de abril
Entrada Gratuita

domingo, 29 de janeiro de 2012

Crítica de "Millennium: Os homens que não amavam as mulheres" (+++)

Estou decepcionada com a versão hollywoodiana para Millennium: Os homens que não amavam as mulheres. Na minha concepção, a produção foi incoerente ao adotar o título "The Girl With the Dragon Tattoo". A adaptação do diretor David Fincher reduziu brutalmente a participação de Lisbeth Salander (por acaso a garota da tatuagem de dragão) de tal forma que chegou a modificar a essência da personagem (isso não ocorreu só com ela, mas com praticamente todos os personagens). Confesso que não li esse livro ainda, mas assisti o filme sueco (2008) e pela riqueza e profundida da trama me fez crer que, aquela versão sim, foi fiel a literatura de Stieg Larsson. Parece que Hollywood tentou compensar a superficialidade de sua produção com diálogos de humor cítrico que até arrancaram gargalhadas da platéia (provavelmente de quem não assistiu a primeira versão).

É evidente que roteiros adaptados tem que sofrer cortes, mas essas "resumidas" precisam retratar os personagens da maneira mais fiel possível a obra original. O que se viu foi Blonkvist se transformar de um jornalista (investigativo) de bom coração num descolado jornalista/investigador sagaz. Ora, se a sagacidade não tivesse sido usurpada de Lisbeth, a hacker investigadora, eu não estaria sendo tão cruel nessa crítica, eu juro! Aliás, pobre Lisbeth a reduziram a uma simples hacker com visual dark e de frieza caricata. Sim! Caricata... afinal a maioria de suas ações só conseguiu mesmo arrancar risadas do público. Sem contar que uma descoberta fundamental para o desenrolar da trama, que na versão sueca foi Lisbeth quem fez e avisou a Blomkvist, na versão de Fincher foi atribuída a uma personagem que nem existia e com ar de casualidade... Reduzir Lisbeth dessa forma me fez crer que os homens que não amavam as mulheres, na verdade, são David Fincher (diretor) e Steven Zallian (roteirista). Se você quer conhecer a verdadeira Lisbeth assista a versão sueca em que Noomi Rapace teve a oportunidade de atuar brilhantemente. Aliás agora entendo porque ela teria se recusado a viver Lisbeth para Hollywood...

A única melhoria americana em "The Girl With The Dragon Tattoo" foi a apresentação da família Vanger. Isso porque a proposta sueca é que o espectador desvende junto com Blomkvist e Lisbeth o caso do desaparecimento de Harriet. Por isso houve um excesso de informação em pouco tempo. Muito nome parecido, muitos velhos e loiras com nomes estranhos, sabe como é... O telespectador pode ficar meio confuso... Já a versão americana ganhou dinamismo nessa parte. O velho Henrik (Christopher Plummer) se limita a apresentar somente os principais membros da família e o resto o "007", ih desculpem, dessa vez é Blomkvist, vai entrevistando os suspeitos. Essa modificação foi bem positiva.

Você deve estar se perguntando: Depois de tantas críticas porque ela deu nota 3? Porque apesar do reducionismo de uma maravilhosa história de suspense, ainda assim, vale a pena assistir o filme, principalmente, quem não viu a versão sueca. Talvez, se eu não a tivesse visto, essa crítica teria ganhado 5 ou 4 estrelas, mas o fato é que assisti e não me agradou nem um pouco as modificações feitas. Principalmente as alterações na trama original que só causaram empobrecimento do roteiro e superficialidade dos personagens... Basta comparar os cartazes das duas produções. Na divulgação sueca (essa ao lado) Lisbeth é destaque já na americana (lá em cima) Lisbeth está em segundo plano... E isso não é mera coincidência! Aos que não viram o filme sueco, mesmo com todas as reclamações aqui apontadas, recomendo a versão americana, para matar a curiosidade, porque todo o brilhantismo de Stieg Larsson não habita nessa produção.


Queimou o filme: Reduzir a personagem principal dos livros a coadjuvante (pobre Lisbeth!) Diversas mudanças que causaram empobrecimento na trama original. Superficialidade e personagens diferentes do livro e versão sueca. Rooney Mara (Lisbeth) não teve a chance de mostrar seu valor. Daniel Craig teve total destaque... Stieg Larsson deve estar se revirando no túmulo com a versão americana! O diretor e o produtor que não amam as mulheres (no caso particularmente Lisbeth).

Bem na fita: Agilidade na trama e apesar de tudo o humor cítrico (riria se não estivesse decepcionada).

Sinopse: Harriet Vanger (Moa Garpendal) desapareceu há 36 anos, sem deixar pistas, em uma ilha no norte da Suécia. O local é de propriedade exclusiva da família Vanger, que o torna inacessível para a grande maioria das pessoas. A polícia jamais conseguiu descobrir o que aconteceu com a jovem, que tinha 16 anos na época do sumiço. Mesmo após tanto tempo, seu tio Henrik Vanger (Christopher Plummer) ainda está à procura e decide contratar Mikael Bomkvist (Daniel Craig), um jornalista investigativo que trabalha na revista Millennium. Bomkvist, que não está em um bom momento por enfrentar um processo por calúnia e difamação, resolve aceita a proposta e começa a trabalhar no caso. Para isso, ele vai contar com a ajuda de Lisbeth Salander (Rooney Mara), uma investigadora particular incontrolável e anti social.

Ficha Técnica

Millennium: Os homens que não amavam as mulheres (The Girl with the Dragon Tattoo)
Lançamento: 2012 (Alemanha, Suécia, Reino Unido, Estados Unidos)
Direção: David Fincher
Atores: Daniel Craig, Rooney Mara, Stellan Skarsgard, Robin Wright.
Duração: 158 min
Gênero: Suspense

sábado, 28 de janeiro de 2012

Daniele Winits e Thiago Fragoso sofrem acidente no musical Xanadú

ATUALIZADO 30/01 às 14h30

Daniele Winits já teve alta do hospital, mas Thiago Fragoso continua internado. Segundo a revista Quem, o ator estaria na UTI do hospital São José no Rio. Ele chegou ontem à noite imobilizado e com uma costela quebrada no Miguel Couto, mas horas depois foi transferido para o hospital particular. Os atores caíram em cima da platéia enquanto a sobrevoavam em uma plataforma (a mais ou menos 3 metros de altura). A versão de que os artistas haviam caído em cadeiras vazias na platéia foi desmentida. Três pessoas que assistiam o musical "Xanadú" na noite de sábado se feriram inclusive uma senhora que está no CTI. O acidente ocorreu no Teatro Oi Casagrande e o motivo teria sido o rompimento do cabo de segurança durante o voo que fazia parte do espetáculo. Um fato que chamou a atenção foi a ausência do diretor Miguel Fallabella que estaria em um cinema próximo durante a apresentação. Mas, ele foi chamado às pressas e teria levado Daniele Winits ao hospital.

"Xanadú" que é um musical da Broadway, foi adaptado no Brasil por Miguel Falabella (direção) e Arthur Xexéo (tradução) e ficará em cartaz até 04 de março. Segundo o site SRZD, a produção do musical teria informado que as apresentações voltarão na próxima quinta-feira se os atores já estiverem bem.

Problema similar aconteceu em Nova Iorque. Em 2010, durante um ensaio aberto (com participação de platéia) do musical "Spider-Man" (Homem-Aranha) da Broadway um ator também ficou ferido. Ele caiu de uma plataforma localizada a vários metros de altura.

Baú do Blah: Esse Tal de Roque Enrow

Após a revelação bombástica de que o show do Rio foi o último na cidade antes de sua aposentadoria, o Baú do Blah não poderia deixar de fazer uma singela homenagem a Rita Lee. A Rainha do Rock Brasileiro, que estava na estrada desde os anos 60, deixará seus súditos saudosos, mas não desamparados. Basta ter em mente o extenso legado deixado pela ruiva para nossa apreciação e adoração...

Bom, deixo vocês hoje com uma música que eu adoro e, cá pra nós, assim como "Ovelha Negra" rola uma identificação dessa que vos escreve (tirando a parte do fumo). O Baú do Blah orgulhosamente recorda " Esse Tal de Roque Enrow" do disco "Fruto Proibido" de 1975. E de brinde ainda tem a participação de Rita Lee no especial da Rede Globo exibido em 1979 chamado "Mulher 80". Desculpem a Regina Duarte ter aparecido de "robert". Não sei se serve de desculpa esfarrapada mas, elas estudaram juntas numa faculdade de jornalismo em São Paulo... Não creio que as duas fossem melhores amigas, mas ... deixa pra lá!






sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Estreias da semana nos cinemas (27/01)

"Decide, pô!"
Em  semana de ótimas estreias, destaque para para Millennium - Os Homens que não Amavam as Mulheres. O filme baseado no best-seller de  Stieg Larsson é um dos mais aguardados do ano. Vale destacar também J. Edgar, que conta no elenco com Leonardo DiCaprio e com a direção de Clint Eastwood. Os Descendentes concorre ao prêmio de Melhor Filme no Oscar. George Clooney também está nessa disputa como Melhor Ator.

É ou não é uma escolha difícil essa semana?
 
Os Descendentes (The Descendants)

A trama conta a história de Matt King (George Clooney), um rico proprietário de terras do Havaí que precisa reestabelecer sua ligação com as duas filhas depois que a sua esposa morre em um acidente de barco.

Drama - EUA, 2011. Direção: Alexander Payne. Elenco: George Clooney, Judy Greer, Shailene Woodley, Matthew Lillard. Duração: 115 min. Classificação: 12 anos.


Millennium - Os Homens que não Amavam as Mulheres (The Girl with the Dragon Tatoo)

Remake hollywoodiano de Os Homens que não Amavam as Mulheres, primeiro filme da trilogia sueca baseada nos livros do escritor Stieg Larsson. Na trama, o jornalista Mikael Blomkvist (Daniel Craig) é contratado para investigar o desaparecimento e a provável morte da sobrinha-neta de um ex-industrial, que desconfia do envolvimento da própria família no crime, ocorrido há 40 anos. Acossado pelos familiares, o jornalista recorre à ajuda da hacker Lisbeth Salander (Rooney Mara).

Suspense - EUA, 2011. Direção: David Fincher. Elenco: Daniel Craig, Rooney Mara, Christopher Plummer. Duração: 158 min. Classificação: 16 anos.



J. Edgar (J. Edgar)

Controversa figura política dos Estados Unidos, John Edgar Hoover dirigiu o então Bureau de Investigação a partir de 1924 e ajudou a fundar em 1935 o FBI, onde permaneceu até sua morte, em 1972. O filme explora o complicado relacionamento entre Hoover e Clyde Tolson , uma vez que eles nunca assumiram publicamente a homossexualidade e Hoover era conhecido por intimidar aqueles que ousavam questionar sua orientação sexual.

Drama - EUA, 2011. Direção: Clint Eastwood. Elenco: Leonardo DiCaprio, Naomi Watts, Josh Lucas, Lea Thompson. Duração: 137 min. Classificação: 12 anos.



Precisamos Falar Sobre o Kevin (We need to talk about Kevin)

Na trama, um garoto de 15 anos, Kevin, comete uma chacina em seu colégio e vai preso. Atônita, sua mãe (Tilda Swinton) só consegue reagir à tragédia quando começa a se corresponder com o seu marido (John C. Reilly), de quem vive afastada, enquanto relembra o passado problemático do menino.

Drama - Reino Unido/EUA, 2011. Direção: Lynne Ramsay. Elenco: Tilda Swinton, John C. Reilly, Ezra Miller, Siobhan Fallon. Duração: 112 min. Classificação: A definir.

Crítica de Dois Coelhos (++++)

Matar dois coelhos com uma cajadada só! Esse é o lema de qualquer pessoa prática e estrategista e pode ser levado tanto para o bem quanto para o mal... Aí vai depender da índole da pessoa que bolou o plano. E plano para ser impecável precisa de um ótimo planejamento para nenhum detalhe ser esquecido e por tudo a perder. Assim é o longa “Dois Coelhos”. O filme começa com duas mortes e vai se desenrolando de forma inimaginável. A forma não-linear com que a narrativa é conduzida não deixa outra opção para o espectador além de se deixar levar pela história. Mesmo que o público tenha dificuldade de “entrar” no filme porque o personagem que narra a história não é lá dos mais carismáticos e interessantes, a priori, a forma com que a história é contada cria curiosidade em quem assiste. As atuações são ótimas, mas confesso que o personagem-narrador (Edgar) não me agradou muito não.




Efeitos especiais, uma dose de comédia, o atrativo assunto corrupção no Brasil são alguns dos ingredientes do filme. Adicione ótimos artistas como Alessandra Negrini e Caco Ciocle (que na verdade está mais para figurante durante a maior parte do longa) e você terá a receita de sucesso de “Dois Coelhos” que parece ter agradado bastante o público que volta meia interagia com algumas risadas.

O filme é muito bem produzido, a história é realmente boa e surpreendente. A linguagem é inovadora de fato, mas a forma de narrativa que apesar de ter sido essencial para o suspense ser mantido no filme, já não é tão original assim. Filmes com narrativa não-linear que falam de corrupção e violência tem sido a marca registrada dos grandes filmes nacionais nos últimos tempos. Basta lembrar que “Cidade de Deus” foi um marco nesse tipo de gênero e “Tropa de Elite 1 e 2” seguiram nesse caminho e terminaram com um baita sucesso como é de conhecimento de todos, mas confesso que “Dois Coelhos” não achei tão brilhante assim como esses longas que acabo de citar. Se você assistiu o hollywoodiano “Garotas Selvagens” nos anos 90 (com Neve Campbell e Matt Dillon), o primeiro filme que me lembro de ter assistido que é conduzido dessa mesma forma, não verá tanta originalidade assim em como a história é contada em “Dois Coelhos”. Além disso, o final não me convenceu. Não se preocupem, não estragarei a surpresa, mas preciso dizer o porquê da minha decepção. O filme é contado o tempo todo em primeira pessoa (como se essa pessoa estivesse contando um período que viveu e agora estivesse no futuro) e de repente do nada, nos segundos finais do filme, muda o narrador. Obviamente não é do nada, há um motivo, mas não posso revelar sem estragar a surpresa por isso não vou me aprofundar nesse detalhe que empobreceu a trama. Essa troca “repentina” faz parecer que o final não passou de uma “forçada de barra” para você se surpreender. Por esse motivo a história não me convenceu completamente. Mas, ainda assim eu recomendo assistir “Dois Coelhos”. Confesso que valeu a pena assistir essa grande produção nacional. É bem interessante e acredito que muita gente vai adorar sem se decepcionar com esse detalhezinho.

Sinopse
Edgar encontra-se numa situação natural para a maioria dos brasileiros, espremido entre a criminalidade, que age impunemente, e o poder público, corrupto e ineficiente. Cansado desta situação, ele resolve fazer justiça com as próprias mãos e elabora um plano que colocará os criminosos e corruptos em rota de colisão. Dois Coelhos é um enigmático suspense de ação como nunca visto no cinema nacional.

Ficha Técnica
Elenco: Fernando Alves Pinto, Alessandra Negrini, Caco Ciocler, Thaide, Thogun, Aldine Muller, Neco Vila Lobos, Marat Descartes
Direção: Afonso Poyart
Gênero: Ação
Duração: 108 min.
Distribuidora: Imagem Filmes
Classificação: 16 Anos



Bem na Fita: História surpreendente, ótimas atuações (até mesmo do personagem que não achei carismático), Efeitos especiais, doses certas de humor, traz o tema corrupção no Brasil (que muito me agrada). Narrativa não-linear que apesar de estar ficando batida nesse filme foi necessária

Queimou o filme: Troca de narrador nos segundos finais... Forçou, vai...

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Prêmio de curtas do YouTube

O YouTube lançou recentemente o Your Film Festival que é um concurso internacional para premiar vídeos de internautas que tenham até 15 minutos. As produções podem ser documentário, série para web, projeto piloto ou curta-metragem. Os dez finalistas (dois de cada continente) participarão do Festival de Veneza (em agosto). Após essa etapa, o vencedor será escolhido pelo júri e ganhará US$ 500 mil para começar um trabalho na produtora de ninguém menos do que Ridley Scott.

Essa não foi a primeira ação do Your Film. O projeto tem estimulado a produção cultural e o surgimento de novos talentos via web. No ano passado, usuários do YouTube de todo o mundo puderam enviar vídeos para a criação do documentário "Life in a Day".



As incrições para o Your Film Festival poderão ser feitas entre os dias 2 de fevereiro e 31 de março. A ficha de inscrição e o regulamento completo você encontra aqui.



Abaixo você confere o trailer de "Life in a Day"



quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Morrissey anuncia datas de shows no Brasil

O cantor Morrissey vai passar pelo Brasil em março. O ex-vocalista da banda The Smiths divulgou oficialmente as datas da turnê pela América Latina. Ainda não há informações sobre a venda de ingressos. Confira os dias e locais dos shows:

24/2 - Chile, Vina del Mar Festival
26/2 - Santiago, Chile - Movistar Arena
28/2 - Mendoza, Argentina - M Arena
1/3 - Córdoba, Argentina - Orfeo Arena
3/3 - ROSARIO, Argentina - Metropolitano
4/3 - BUENOS AIRES, Argentina - Geba
7/3 - Porto Alegre - Pepsi On Stage
9/3 - Rio de Janeiro - Fundição Progresso
11/3 - São Paulo - Espaço das Américas
14/3 - Lima, Peru - Jockey Club
17/3 - Bogotá, Colombia - Metropol

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Oscar 2012: Os indicados são...

Foi divulgada ainda pouco a lista dos indicados ao Oscar 2012. Infelizmente não haverá nenhuma produção nacional concorrendo a "Melhor Filme Estrangeiro" porque "Tropa de Elite 2" ficou de fora. Parece que o secretário de segurança pública Capitão Nascimento não se enquadrou no padrão que a Academia tem em mente. Uma pena...


Ironicamente, o único representante nacional é Carlinhos Brown que junto com mais dois parceiros musicais está concorrendo com "Real in Rio" na categoria" Melhor Canção". A música está na trilha sonora da animação "Rio". Caso seja vencedor, estaremos torcendo por ele, espero que ele não deboche das garrafadas que levou no Rock in Rio 3 em seu discurso.... Bom, são águas passadas. Ele deve ter superado!

"A Invenção de Hugo Cabret" de Martin Scorsese é um dos favoritos. A produção ganhou 11 indicações. O longa francês " O Artista" conseguiu 10 indicações e "O Homem que mudou o jogo" foi indicado em 6 categorias.

A cerimônia de entrega do Oscar acontece no dia 26 de fevereiro.

Lista completa de indicados ao Oscar 2012


Melhor filme
“Cavalo de guerra”
“O artista”
“O homem que mudou o jogo”
“Os descendentes”
“A árvore da vida”
“Meia-noite em Paris”
“Histórias cruzadas”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Tão forte e tão perto”





Atriz coadjuvante
Berenice Bejo - “O artista”
Jessica Chastain - “Histórias cruzadas”
Melissa McCarthy - “Missão madrinha de casamento”
Janet McTeer - “Albert Nobbs”
Octavia Spencer - “O artista”




Ator coadjuvante
Kenneth Branagh - “Sete dias com Marilyn”
Jonah Hill - “O homem que mudou o jogo”
Nick Nolte - “Guerreiro”
Christopher Plummer - “Toda forma de amor”
Max von Sydow - “Tão forte e tão perto”





Melhor atriz
Glenn Close - “Albert Nobbs”
Rooney Mara - “Os homens que não amavam as mulheres”
Viola Davis - “Histórias cruzadas”
Meryl Streep - “A Dama de Ferro”
Michelle Williams - “Sete dias com Marilyn”





Melhor ator
Demian Bichir - “A better life”
George Clooney - “Os descendentes”
Jean Dujardin - “O artista”
Gary Oldman - “O espião que sabia demais”
Brad Pitt - “O homem que mudou o jogo”




Melhor diretor
Michel Hazanivicus - “O artista”
Alexander Payne - “Os descendentes”
Martin Scorsese - “A invenção de Hugo Cabret”
Woody Allen - “Meia-noite em Paris”
Terrence Malick - “A árvore da vida”




Melhor roteiro original
Michel Hazanivicius - “O artista”
Kristen Wiig and Annie Mumulo - “Missão madrinha de casamento”
Woody Allen - “Meia-noite em Paris”
J.C. Chandor - “Margin Call”
Asghar Farhadi - “A separação”





Melhor roteiro adaptado
Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash - “Os descendentes”
John Logan - “A invenção de Hugo Cabret”
George Clooney , Beau Willimon e Grant Heslov - “Tudo pelo poder”
Steven Zaillian, Aaron Sorkin e Stan Chervin - “O homem que mudou o jogo”
Bridget O'Connor e Peter Straughan - “O espião que sabia demais”





Melhor filme de língua estrangeira
“”Bullhead, Bélgica
“Footnote”, Israel
“In Darkness”, Polônia
“Monsier Lazhar”, Canadá
“A separação”, Irã * Vencedor do Globo de Ouro 2012





Melhor filme de animação
“Um gato em Paris”
“Chico & Rita”
“Kung Fu Panda 2”
“Gato de Botas”
“Rango”




Direção de arte
“O artista”
“Harry Potter a as Relíquias da Morte - Parte 2”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Meia-noite em Paris”
“Cavalo de guerra”

Fotografia
“O artista”
“O homem que não amava as mulheres”
“A invenção de Hugo Cabret”
“A árvore da vida”
“Cavalo de guerra”

Figurino
“Anônimo”
“O artista”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Jane Eyre”
“W.E. - O romance do século”

Documentário
“Hell and Back Again”
“If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front”
“Paradise Lost 3: Purgatory”
“Pina”
“Undefeated”

Curta-metragem documentário
“The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement”
“God Is the Bigger Elvis”
“Incident in New Baghdad”
“Saving Face”
“The Tsunami and the Cherry Blossom”

Montagem
Anne-Sophie Bion e Michel Hazanavicius - “O artista”
Kevin Tent - “Os descendentes”
Kirk Baxter e Angus Wall- “O homem que não amava as mulheres”
Thelma Schoonmaker - “A invenção de Hugo Cabret”
Christopher Tellefsen - “O homem que mudou o jogo”

Maquiagem
Martial Corneville, Lynn Johnston e Matthew W. Mungle - “Albert Nobbs”
Edouard F. Henriques, Gregory Funk e Yolanda Toussieng - “Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2”
Mark Coulier e J. Roy Helland - “A Dama de Ferro”

Trilha sonora original
John Williams, “As aventuras de Tintim”
Ludovic Bource, “O artista”
Howard Shore, ““A invenção de Hugo Cabret”
Alberto Iglesias, “O espião que sabia demais”
John Williams, “Cavalo de guerra”

Canção original
"Man or Muppet" de “Os Muppets”, Bret McKenzie
"Real in Rio" de “Rio”, Sergio Mendes, Carlinhos Brown e Siedah Garrett

Edição de som
“Drive”
“Os homens que não amavam as mulheres”
“Transformers: O lado oculto da lua”
“Cavalo de guerra”

Mixagem de som
“Os homens que não amavam as mulheres”
“A invenção de Hugo Cabret”
“O homem que mudou o jogo”
“Transformers: O lado oculto da lua”
Efeitos visuais
“Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Gigantes de aço”
“O Planeta dos Macacos: A origem”
“Transformers: O lado oculto da lua”

Curta-metragem de animação
“Dimanche/Sunday”
“The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore”
“La Luna”
“A Morning Stroll”
“Wild Life”

Curta-metragem
“Pentecost”
“Raju”
“The Shore”
“Time Freak”
“Tuba Atlantic”

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Rita Lee se apresenta no Circo Voador depois de 30 anos

O Circo Voador com certeza vivenciou uma noite histórica no último sábado, dia 21 de janeiro. Histórica para quem estava assistindo, para a própria organização da casa de shows e para os músicos. Rita Lee fez uma apresentação inesquecível no local, que está completando 30 anos e – pasmem! – nunca abrigou sequer um show da cantora. Muito estranho o “palco do Rock’n’Roll” carioca não tê-la convidado antes. Mas não tem problema! Esta vez valeu pelos 30 anos de ausência.

Rita Lee estava exuberante! No auge dos seus 67 anos (segundo confessou), a “Rainha do Rock brasileiro” cantou, pulou, brincou, coreografou, falou com a platéia e assistiu, maravilhada, ao público entoando suas canções. A emoção foi geral! Jovens e adolescentes em completa comunhão com o público que estava lá quando Rita, ainda jovem, cantava no lendário Mutantes. Foi Rock’n’Roll para toda a família!

O show faz parte da turnê ETC., que terminará em Aracajú em 30 de janeiro. A apresentação começou ao som de “Agora só falta você” e a partir daí foram 1h30 de clássicos como “Doce Vampiro”, “Bhuana”, “Lança Perfume”, “Saúde”, “Final Feliz”, “Ovelha Negra” e até uma palhinha de “Ando Meio desligado”, para surpresa daqueles que acreditavam que ela não faria referência à fase Mutantes.

Um dos pontos altos da apresentação foi a banda. Roberto de Carvalho, marido da cantora, estava à frente, mas os outros componentes tocavam com extrema competência os acordes Rock’n’Roll das canções. Os músicos, certamente, também foram responsáveis pelo sucesso do show.

Rita Lee várias vezes parou de cantar e regeu o público, que sabia as letras de cor. Emocionada, a cantora afirmou que quase não pôde estar presente no show do Circo. “Velho tem muita doença”, afirmou. Neste momento, deu uma notícia triste para todos: Rita vai se aposentar. O show do Circo não é apenas o penúltimo da turnê, mas o penúltimo de sua carreira.

Impossível acreditar que todo aquele vigor e presença de palco vá “pendurar o microfone” e seguir com uma aposentadoria serena e sem graça. Isso não combina com ela! Rita Lee é aquele tipo de pessoa que vai viver pra sempre no coração de todos. Influenciou e divertiu gerações. Seus alegados 67 anos não são nada perto de todo o vigor demonstrado no palco. O show poderia ter seguido a madrugada toda. Mas se Rita Lee vai mesmo terminar sua carreira agora, pelo menos vai levar uma boa impressão do público do Rio e do Circo Voador. Fechou com chave de ouro, com certeza! (Foto: Divulgação)

Rita Lee anuncia aposentadoria durante o show:
Rita Lee cantando "Doce Vampiro":

Alcatraz estreia hoje na Warner Channel


Na noite de hoje, mais precisamente às 22 horas, o Brasil irá conhecer a série "Alcatraz" que já está sendo exibida nos Estados Unidos desde o último dia 16. A produção é a nova aposta do Warner Channel e está sendo muito aguardada por ser de J.J Abrams que é o mesmo produtor de "Lost". Assim como na saudosa série, "Alcatraz" terá duas linhas de tempo (passado e presente) e contará com a atuação de Jorge García que viveu o personagem Hurley na misteriosa ilha e agora dará vida ao especialista na história do famoso presídio-ilha.


"Alcatraz" irá contar a história dos 302 presos que desapareceram da temida prisão em 1963 e reapareceram nos dias atuais para cumprir uma missão e acabam desatando uma onda de crimes. Para solucionar o mistério trabalham no caso a detetive Rebecca Madsen (Sarah Jones) e o especialista Dr. Diego "Doc" Soto (Jorge García). Eles contarão ainda com a ajuda do enigmático agente do governo Emerson Hauser (Sam Neill - "Jurassic Park") que parece saber mais do que diz e não está disposto a dividir o que sabe com ninguém.


Parece muito interessante! Agora vamos aguardar o desenrolar da história. "Alcatraz" será exibida todas as segundas-feiras Às 22 horas na Warner.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Stieg Larsson: Da literatura sueca à Hollywood

Autor da trilogia Millennium que consiste nos best-sellers de suspense "Os homens que não amavam as mulheres", "A menina que brincava com fogo" e a "Rainha do Castelo de Ar", Stieg Larsson é considerado um

grande nome da literatura sueca.


Nascido na Suécia em 15 de agosto de 1954, além de escritor, Larsson havia sido um influente jornalista e ativista político em seu país. Ele denunciou muitos grupos neofacistas e racistas enquanto esteve à frente da revista Expo que foi fundada por ele com esse objetivo. Baseada nessa informação me arrisco a dizer que há muito do autor no personagem Mikael Blomkvist de "Os homens que não amavam as mulheres". E digo mais: Há muito de Larsson na trilogia Millennium como um todo. Há informações de que o tema violência sexual chegou as obras do sueco porque quando ele era adolescente presenciou um estupro coletivo. Depois disso, o escritor se culpou e pelo visto idealizou um outro final para esse triste fato. A vítima se chamava Lisbeth assim como a hacker de seus livros. Ter colocado muito de si e do mundo que o cercava aliado a sua imaginação e talento talvez tenha sido a receita do sucesso de Larsson .


A companhia sueca Yellow Bird fez uma adaptação para o cinema em 2008 de "Os homens que não amavam as mulheres" e Hollywood fez sua versão em 2011 (The Girl with the Dragon Tattoo de David Fincher). A nova produção chegou as telonas nos EUA no fim do mês passado e está prevista para chegar aos cinemas brasileiros no próximo dia 27. Vale a pena prestigiar essa história fantástica que rendeu a Stieg Larsson, em 2006, o prêmio Chave de Vidro da Academia Sueca de Romances de Ficção como Melhor Romance Policial. O autor havia morrido de ataque cardíaco em novembro em 2004.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Baú do Blah: Cruel Summer

Verão de 1998! Naquela época, mesmo já tendo jurado para mim mesma nunca mais ir a praia ou ter qualquer contato mais íntimo com o sol não resisti e quebrei minha promessa... Foi por um motivo nobre, minha amiga que morava na Bahia estava passando férias na minha cidade. Juntávamos então os amigos e íamos a praia felizes e contentes. Era muito divertido mesmo eu pegando sol sem estar debaixo da barraca... Ficávamos um tempão no mar, zuando e falando besteiras. Era divertido botar a fofoca de um ano inteiro em dia na canga chupando Fruttare de limão ao som da Jovem Pan. O hit daquele verão era "Cruel Summer" do Ace of Base. Aliás essa banda era um sucesso na década de 90! Atire a primeira pedra quem nunca teve uma boa memória da adolescência ou infância ao escutar algum som deles...



Ah! Na praia era só alegria, mesmo eu me preocupando com a eficiência do protetor solar, mas depois que eu chegava em casa e tomava banho é que minha felicidade acabava. Sempre dizia que não nasci para o calor dos trópicos e o sol era muito cruel comigo. Vermelha e ardida acabava cantorolando "Cruel Summer", mas no dia seguinte se me chamassem estava eu de novo na praia feliz e contente...



Bom depois de compartilhar essas ótimas lembranças com vocês, o Baú do Blah orgulhosamente apresenta "Cruel Summer" do Aces of Base. O Blah Cultural deseja a vocês uma ótima viagem aos anos 90!






sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Estreias da semana nos cinemas (20/01)

As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne (The Adventures of Tintin: The Secret of the Unicorn)

O intrépido repórter Tintim parte em busca de um tesouro de um navio naufragado comandado por um ancestral do Capitão Haddock.

Animação/ Aventura - EUA, 2011. Direção: Steven Spielberg. Elenco: Jamie Bell, Daniel Craig, Simon Pegg, Andy Serkis. Duração: 107 min. Classificação: 10 anos.


2 Coelhos

Sujeito em crise, Edgar usa tecnologia, contra-espionagem e um pouco de sorte para matar com uma cajadada os dois coelhos que o perseguem: o estado e os criminosos.

Policial - Brasil, 2011. Direção: Afonso Poyart. Elenco: Alessandra Negrini, Fernando Alves Pinto, Caco Ciocler. Duração: 108 min. Classificação: 16 anos.


A Separação (Nader az Simin)Estreia em São Paulo e no Rio de Janeiro

Nader e Simin discutem a possibilidade de deixar o Irã. Simin quer sair do país para dar melhores oportunidades à sua filha, Termeh. Nader, no entanto, quer continuar no Irã para cuidar de seu pai, que sofre do Mal de Alzheimer.

Drama - Irã, 2011. Direção: Asghar Farhadi. Elenco: Leila Hatami, Peyman Moaadi, Sareh Bayat. Duração: 123 min. Classificação: 12 anos.


O Pai dos Meus Filhos (Le Père de mês enfants)Estreia em São Paulo, somente no CineSESC

Grégoire Canvel tem uma esposa amada, três adoráveis filhas e trabalha com o que gosta, produzindo filmes. Tudo parece perfeito, até que sua empresa passa por problemas de caixa - e Grégoire toma uma atitude drástica.

Drama - França/Alemanha, 2009. Direção: Mia Hansen-Løve. Elenco: Louis-Do de Lencquesaing, Chiara Caselli, Alice Gautier, Alice Lencquesaing. Duração: 110 min. Classificação: 12 anos.


A Fonte das Mulheres (La Source des Femmes)

Centrada na guerra dos sexos, o filme é uma fábula moderna (similar a Lisístrada, comédia antiguerra escrita por Aristófanes em 411 a.C.) sobre uma pequena vila onde mulheres ameaçam fazer greve de sexo se os homens não buscarem água em um lugar longínquo. A rebelião é liderada pela jovem liberal Leila.

Comédia/ Drama - França/Bélgica/Itália, 2011. Direção: Radu Mihaileanu. Elenco: Hiam Abbass, Leila Bekhti, Hafsia Herzi, Zinedine Soualem. Duração: 135 min. Classificação: 14 anos.


A Música Segundo Tom Jobim

O documentário de Nelson Pereira dos Santos e Dora Jobim (neta do compositor) cria um retrato afetivo da vida e obra de Tom Jobim.

Documentário - Brasil, 2011. Direção: Nelson Pereira dos Santos e Dora Jobim. Duração: 90 minutos. Classificação: Livre.


Tomboy (Tomboy) - Estreia no Rio de Janeiro

Laure (Zoé Héran) é uma garota de 10 anos que sofre dificuldades no relacionamento com seus pais. Quando a família se muda para uma nova vizinhança nos subúrbios de Paris, ela subitamente decide se vestir com um garoto e faz amizades com os meninos da região. O que antes era apenas um pretexto para conseguir amigos acaba se transformando em algo mais sério.

Drama - França, 2011. Direção: Celine Scianma. Elenco: Zoé Héran, Malonn Lévana, Jeanne Disson, Sophie Cattani. Duração: 82 min. Classificação: 10 anos.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Blind Guardian e Grave Digger fazem show juntos em SP

Mais uma notícia boa para quem curte metal! As bandas alemãs Blind Guardian e Grave Digger tocarão juntas no evento "The Bard's Night" no Credicard Hall em São Paulo no dia 23 de abril. As vendas já começaram no Ticket For Fun.

Apesar de dia 23 de abril ser uma segunda-feira, até que os preços do ingresso não estão exorbitantes....


A pista (simples) está R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia-entrada/idosos). Levando em consideração que são duas bandas de peso na cena metal, até que nem está tão caro assim, vai... Com certeza quem tiver disponibilidade e dinheiro deve ter uma ótima experiência. Pena que não terá no Rio também...



The Bard's Night


Blind Guardian +Grave Digger


Credicard Hall -SP


Preço mínimo: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia)


Preço máximo: R$ 300 ( inteira/ camarote - setor 1)




Iron Maiden lança DVD duplo em março


Ótima notícia para os fãs do Iron Maiden! A banda irá lançar um DVD duplo chamado "En Vivo" que traz um show feito no Chile em abril do ano passado durante a turnê "The Final Frontier World Tour" e ainda vem com um documentário "Behind The Beast" que foi produzido pela própria banda mostrando os bastidores durante os shows do Iron Maiden e um vídeo promocional "Satellite 15... The Final Frontier" que traz o making off e vídeo de abertura da turnê.

"En Vivo" deve chegar as lojas no dia 26 de março em Blu-Ray e DVD e ainda terá uma edição de colecionador limitada que será vendida com capa de aço e trará um vinil duplo.



DVD 1 Live at Estadio Nacional em Santiago no Chile

1. Satellite 15
2. The Final Frontier
3. El Dorado
4. 2 Minutes To Midnight
5. The Talisman
6. Coming Home
7. Dance Of Death
8. The Trooper
9. The Wicker Man
10.Blood Brothers
11.When The Wild Wind Blows
12.The Evil That Men Do
13.Fear Of The Dark
14.Iron Maiden
15. The Number Of The Beast
16. Hallowed Be Thy Name
17. Running Free


DVD 2 Behind the Beast
1.Behind The Beast documentary
2.Satellite 15…The Final Frontier promo video (director’s cut)
3.The Making of Satellite 15…The Final Frontier promo
4.The Final Frontier World Tour Show Intro

Resident Evil 6 confirmado oficialmente


A Capcom acabou de anunciar, oficialmente, Resident Evil 6. Também foi confirmado que o game sairá para PS3, Xbox 360 e PC em 20/11/12 e terá modo para um jogador e modo cooperativo. Os clássicos personagens Chris Redfield e Leon Kennedy serão jogáveis.

A história: Dez anos depois do incidente em Raccoon City o presidente decide ir a público e revelar o que aconteceu. Leon Kennedy, amigo pessoal do presidente, chega a tempo de vê-lo transformado por um ataque bioterrorista, e tem que tomar a decisão mais difícil de sua vida. Ao mesmo tempo Chris Redfield chega a China, que está sob ameaça de um ataque. Com nenhum país seguro, a população mundial se une com um medo em comum: De que não há esperança.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Astro de Glee ataca de roteirista

O ator Chris Colfer que interpreta o personagem Kurt Hummel na série "Glee" irá estrear no cinema. Mas, não pensem vocês que essa será mais uma simples estréia. Chris não é somente o protagonista do filme "Struck by Lightning" como ainda escreveu o roteiro da produção que está prevista para chegar as telonas ainda esse semestre. O longa da Disney conta a história de um estudante que chantageia seus colegas para contribuir com uma revista, mas logo após é atingido por um raio.

Além de "Struck by Lightning", Chris Colfer ainda escreveu um outro roteiro que ele ainda mantém segredo, mas afirma que deu muito trabalho e precisou de muita pesquisa... Segundo o jovem ator, a misteriosa produção já começou a ser gravada e dessa vez ele fará somente um personagem de apoio. Vamos aguardar o que o jovem astro de Glee irá aprontar...

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Matt LeBlanc voltaria a fazer "Friends", mas só por muita grana

O intérprete de Joey Tribbiani na série foi abordado por uma equipe do site TMZ quando deixava um restaurante em Los Angeles, no sábado à noite. Questionado se voltaria a viver o personagem, LeBlanc disse que sim, mas somente lhe oferecessem uma boa quantia (na época do seriado, ele costumava ganhar 'só' US$ 1 milhão por episódio).
"Eu queria... poder usar o dinheiro", disse o ator.
No domingo, Matt LeBlanc venceu um Globo de Ouro pela série Episodes, na qual interpreta ele mesmo. O programa, que é exibido no canal Showtime nos EUA, mas não passa no Brasil, estreou no ano passado e já foi renovado para uma segunda temporada.
Mas o astro nem sempre teve essa sorte. Sua primeira tentativa de voltar à televisão após Friends foi a série Joey, uma espécie de spin-off da primeira. Após estrear em 2004, o programa foi engavetado e só retornou em 2006, mas o canal NBC acabou cancelando a série por causa da baixa audiência, sem exibir os últimos episódios.

Série "Novos Artistas": Transboard

Em 2005 surgiu em Itapeva, interior de São Paulo, uma banda cristã com uma proposta diferente da convencional , chamada Transboard. Fãs de Rodox e Raimundos, Caio (Vocal), Tam (Bateria), Leandro (Guitarra) e Lango (Baixo), decidiram criam um som pesado, hardcore, com letras cristãs. “Nosso louvor é algo bem diferente do que a maioria dos cristãos brasileiros costuma ouvir!”, afirmou Caio.


Letras engraçadas, que buscam estimular a reflexão, com mensagens positivas são marca do grupo. O som, segundo os próprios integrantes, é um típico hardcore – “poucas notas e alguns berros!”. Sobre o nome e o CD, o baterista explica: “Transboard leva a ideia de Transformação Radical, o álbum sai com o nome da banda mesmo, mostrando a cara, de forma nua e crua! Com 14 músicas, algumas bem porrada, o primeiro disco está sendo bem aceito. A galera tá gostando e a gente também!"


A banda já tocou em diversas cidades como São Paulo, Sorocaba, São Roque e Itu. Os shows animados, marca do conjunto, chamaram a atenção a Oxigênio Digital, selo de música cristã, com quem a banda assinou contrato em 2009. O CD “Transboard” saiu pelo selo Oxigênio Records.


Agora a Transboard está elaborando uma turnê por todo o Brasil. Além do Novo CD Studio que será lançado em 2012! Vem aí um ano com muitas novidades.
  • Formação: Caio (vocal), Lê (guitarra), Lango (baixo) e Tam (bateria).
Conheça um pouco mais sobre o grupo acessando o site oficial (lá você também encontra Facebook, Twitter e MySpace) ou Blog, algumas entrevistas concedidas para o Rock Underground e para o Wiplash, além do Orkut dos caras e da comunidade deles na rede social.

Caso queira baixar o álbum de estreia do Transboard, basta clicar aqui. Gostou tanto da banda que quer comprar uma camisa ou o CD dela? Então afunda o dedo aqui.

Para contratação de shows ou contato: (18) 8107-4466 ou 9711-0511 / MSN: transboard_hard@hotmail.com.

Confira abaixo o clip oficial da música "Bota Fé":

Nissan cria case "Wolverine" para iPhone

A Nissan anunciou um case para iPhone que se recupera sozinho de danos sofridos, principalmente de pequenos arranhões, segundo o site The Next Web.

O case usa uma tinta especial desenvolvida pela fabricante de automóveis em parceria com a Universidade de Tóquio e é feito com plástico ABS, que se recupera de pequenos arranhões sofridos na superfície. O material é bastante flexível e parece uma espécie de gel.

Já a tinta conta com uma tecnologia que, ao sofrer um pequeno arranhão, consegue reagir quimicamente para voltar à sua forma original, "recuperando" a capa protetora do aparelho. A ideia parece muito com a do personagem Wolverine, dos X-Men, que também se autorregenera.

A tecnologia não permite, porém, recuperar arranhões profundos, como os causados por uma chave, por exemplo. Mas a Nissan garante que o case mantém a aparência de novo por muito mais tempo do que outras capas protetoras que estão no mercado.

A novidade foi apresentada em um evento automotivo em Dubai e a montadora distribuiu alguns cases entre jornalistas e consumidores que estavam na feira. A empresa afirma que se a demanda se mostrar forte, ela começará a vender o produto para o público em geral até o fim do ano.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Vencedores do Globo de Ouro 2012

Na noite deste domingo foram eleitos os melhores filmes e séries de 2011 pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood. Kate Winslet, Madonna e Michelle Williams são algumas das vencedoras do 69º Globo de Ouro.

Abaixo você encontra a lista completa dos premiados

Cinema

Melhor atriz - musical e comédia

Jodie Foster por "Carnage" (2011)

Charlize Theron por "Jovens adultos" (2011)

Kristen Wiig por "Missão madrinha de casamento" (2011)

Michelle Williams por "My week with Marilyn" (2011)

Kate Winslet por "Carnage" (2011)

Melhor animação
"As aventuras de Tintim" (2011)
"Operação presente" (2011)
"Carros 2" (2011)
"Gato de botas" (2011)
"Rango" (2011)

Melhor trilha sonora
"The artist (2011)": Ludovic Bource
"Millennium - os homens que não amavam as mulheres" (2011):Trent Reznor, Atticus Ross
"A invenção de Hugo Cabret" (2011):Howard Shore
"War horse" (2011): John Williams
"W.E." (2011): Abel Korzeniowski

Melhor canção original

"Albert Nobbs" (2011) - "Lay your head down

""Gnomeu e Julieta" (2011): Elton John, Bernie Taupin - "Hello hello"

"Histórias cruzadas" (2011): Mary J. Blige, T. Newman, H. Mason Jr -"The living proof"

"Redenção" (2011) - "The keeper""

"W.E." (2011): Madonna - "Masterpiece"


Melhor filme em língua estrangeira
"Jin líng shí san chai" (2011)
"In the land of blood and honey" (2011)
"O garoto de bicicleta" (2011)
"A separação" - Irã (2011)
"A pele que habito" (2011)


TV

Melhor série de TV - drama
"American Horror Story"
"Boardwalk Empire"
"Boss"
"Game of Thrones"
"Homeland"

Melhor ator em série de TV - drama
Steve Buscemi por "Boardwalk Empire"
Bryan Cranston por "Breaking Bad"
Kelsey Grammer por "Boss"
Jeremy Irons por "The Borgias"
Damian Lewis, "Homeland"

Melhor atriz coadjuvante - musical ou comédia
Laura Dern por "Enlightenment"
Zooey Deschanel por "New Girl
"Tina Fey por "30 Rock"
Laura Linney por "The Big C"
Amy Poehler por "Parks and Recreation"

Melhor minissérie ou filme para TV
"Cinema Verite"
"Mildred Pierce"
"Downtown Abbey"
"Too big to fail"
"The Hour"
"Masterpiece"

Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV

Romola Garai por “The Hour” (2011)

Diane Lane por Cinema Verite (2011)

Elizabeth McGovern por “Downton Abbey” (2010)

Emily Watson por “Appropriate Adult” (2011)

Kate Winslet por “Mildred Pierce” (2011)



Melhor ator em minissérie ou filme para a TV
Hugh Bonneville por “Downton Abbey” (2010)
Idris Elba por “Luther” (2010)
William Hurt por Too Big to Fail (2011) (TV)
Bill Nighy em Page Eight (2011) (TV)
Dominic West em “The Hour” (2011)


Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV
Sofia Vergara, por "Modern Family"
Jessica Lange, por "American Horror Story"
Kelly Macdonald por "Boardwalk Empire"
Maggie Smith por "Downton Abbey"
Evan Rachel Wood por "Mildred Pierce"


Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV
Tim Robbins por "Cinema Verite"
"Eric Stonestreet por "Modern Family"
Peter Dinklange por "Game of Thrones"
Paul Giamatti por "Too Big to Fail"
Guy Pearce por "Mildred Pierce"

sábado, 14 de janeiro de 2012

Baú do Blah: Summertime

Se não tivesse morrido aos 27 anos devido a uma overdose de heroína, Janis Joplin completaria 69 anos no próximo dia 19/01. A cantora que possuía uma voz inconfundível que inspirou gerações também era cheia de atitude. Foi criada numa cidade pequena, onde as pessoas tinham pensamentos pequenos e não se limitou a seguir aquele padrão imposto socialmente. Ela escolheu ser livre, cantar e acabou por deixar muito de si em suas composições. No palco ela não se envergonhava de mostrar os seus sentimentos. Era como se revivesse aquilo que havia exposto em sua música cada vez que a cantava.

A indústria fonográfica e a mídia especializada têm mania de rotular algumas novas artistas que estão sendo lançadas no competitivo mercado. Graças a Deus, nunca ouvi alguém ser rotulada de "A Nova Janis Joplin". A cantora pode ter influenciado muita gente, mas daí ser comparada seria muita audácia, na minha opinião, e também seria muita responsabilidade para quem fosse assim rotulada. Isso porque Janis Joplin era simplesmente Janis Joplin. Verdadeira e única!



Não é necessário uma ocasião especial para recordar Janis Joplin, mas como me lembrei que ela fazia aniversário por agora, decidi então fazer essa singela homenagem aqui no Baú do Blah. Deixo vocês, caros internautas, com uma das músicas mais famosas dela "Summertime" de segundo álbum intitulado " Cheap Thrills" de 1968.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Viúva de Patrick Swayze lança livro sobre últimos dias do ator

A viúva do ator Patrick Swayze (Lisa Niemi Swayze) acaba de lançar o livro "Worth Fighting For" que relata a luta do astro hollywoodiano contra o câncer de pâncreas e como foram seus últimos dias. Na publicação é possível encontrar a última foto que ela tirou do ator (que faleceu em 2009) em casa junto com o gato da família. Lisa que foi casada com Swayze por 33 anos contou em entrevista ao canal E! que Patrick era muito caseiro e o que mais gostava na vida era cavalgar e tomar conta da fazenda em que viviam juntos.

O livro de 336 páginas, que por enquanto só está disponível em formato digital, foi lançado nos EUA no último dia 03 pela editora Simon & Schuster. Para quem se interessou nesse link é possível ler o primeiro capítulo gratuitamente. Esse é o segundo livro da viúva de Patrick Swayze que havia lançado em 2010 "The Time of My Life" (pela mesma editora) que conta como era a vida e o casamento dos dois fora dos holofotes.

Para matar a saudade do eterno astro, confira o clipe de "She's Like The Wind" da trilha sonora de "Dirty Dance".