Blah Cultural

Série "Intercâmbio Cultural" - 3º Episódio

Nossa correspondente Marina fala sobre chegadas e partidas

Leia mais

Baú do Blah

"Cherry Bomb" do The Runaways, grupo de rock formado exclusivamente por mulheres de atitude nos anos 70, é o desenterro da semana

Leia mais

Fan Film da semana

O vídeo da vez homenageia Super Mario Bros, eleito o melhor jogo de todos os tempos

Leia mais

Novos Artistas

Com composições próprias, em inglês, a banda Austin é o destaque da vez

Leia mais

Música e Cinema

Entrevista com João Estrella: Saiba mais sobre o músico que teve sua vida retratada no filme "Meu nome não é Johnny"

Leia mais

Família do Blah

Busca

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Charlie Sheen em nova série

Boa notícia para quem sente saudade de dar boas risadas com os personagens de Charlie Sheen. Não, infelizmente ele não irá retornar para "Two and a Half Man". Mas, o ator começará a gravar a nova série chamada "Anger Management" a partir do dia 22 de março. A previsão é de que a produção irá ao ar nos Estados Unidos em junho no canal fechado FX. O personagem de Sheen será um homem que vive um relacionamento complicado com sua filha adolescente. A série é inspirada no filme "Tratamento de Choque" de Adam Sandler. A atriz Selma Blair também está confirmada no elenco.

Vale lembrar que esse será o primeiro trabalho de Charlie Sheen após deixar a série "Two and a Half Man".

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Exposições em destaque (Semana do dia 27/02)

Expofoto [sub] Urbanos – Daniela Dacorso



Um olhar sobre a periferia através da fotografia. Essa é a proposta da Expofoto [sub] Urbanos que pode ser visitada no Oi Futuro Flamengo. A artista carioca Daniela Dacorso expõe imagens sobre diversos temas como corpo, religiosidade e cultura urbana. Vale lembrar que no ano passado a temática periferia também esteve presente na exposição Totoma em que Daniela registrou o mundo do funk carioca.


Expofoto [sub] Urbanos
Oi Futuro Flamengo
Até 01 de abril
Entrada Gratuita

Exposição Anticorpos – Irmãos Campana



O cotidiano e as singularidades da vida são temas recorrentes nos trabalhos artísticos de Humberto e Fernando Campana. Organizada pelo Vitra Design Museum (Alemanha), a exposição Anticorpos pode ser visitada a partir de hoje no 1º andar do CCBB Rio. A mostra aponta a variedade formal e de materiais usados pelos artistas plásticos e mantém o processo do design transparente. Ainda é possível conhecer a biografia dos irmãos Campana através de filmes, fotos e o trabalho que marcou o início da carreira dos artistas (Negativo e Positivo de 1989).

Anticorpos
CCBB RIO
Até 06 de maio
Entrada Franca

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Vencedores do Oscar 2012

A 84ª cerimônia de entrega do Oscar trouxe grandes homenagens. O ator mais velho na história da Academia a levar uma estatueta para casa foi Christopher Plummer, aos 82 anos, por sua atuação em "Toda Forma de Amor". Já "O Artista" levou o prêmio mais cobiçado da noite de Melhor Filme. Ao todo o longa venceu 5 categorias. "A Invenção de Hugo Cabret" começou a cerimônia faturando de cara as duas primeiras categorias Melhor Direção de Arte e Melhor Fotografia e terminou a premiação com 5 estatuetas também. Meryl Streep venceu como Melhor Atriz por sua atuação em "A Dama de Ferro" e o francês Jean Dujardim que disse apenas duas palavras em " O Artista" ganhou como Melhor Ator. "Meia-Noite em Paris" de Woody Allen foi reconhecido como Melhor Roteiro Original.


Conheça abaixo todos os vencedores do 84º Prêmio da Academia - Oscar 2012

Melhor Fotografia - A invenção de Hugo Cabret




Melhor Direção de Arte - A invenção de Hugo Cabret




Melhor Figurino - O Artista




Melhor Maquiagem - A Dama de Ferro




Melhor Filme Estrangeiro - A Separação (Irã)




Melhor Atriz Coadjuvante - Octavia Spencer por Histórias




Melhor Montagem - Millennium: Os Homens que não amavam as mulheres




Melhor Edição - A invenção de Hugo Cabret




Melhor mixagem de som - A invenção de Hugo Cabret




Melhor Documentário - Underfeated




Melhor Animação - Rango




Melhor Efeito Visual - A invenção de Hugo Cabret




Melhor Ator Coadjuvante - Christopher Plummer por Toda forma de amor




Melhor Trilha Sonora Original - O Artista




Melhor Canção Original - Muppets




Melhor Roteiro Adaptado - Os Decendentes




Melhor Roteiro Original - Meia-Noite em Paris




Melhor Curta - The Shore




Melhor Curta Documental - Saving Face




Melhor Curta de Animação - Fantásticos Livro Voadores




Melhor Direção - Michel Hazanavicius por " O Artista"




Melhor Ator - Jean Dujardim por "O Artista"




Melhor Atriz - Meryl Strip por " A Dama de Ferro"




Melhor Filme - O Artista

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Games e alguns benefícios à saude pesquisados



Games só fazem mal a saúde? Recentes pesquisas acadêmicas pelo mundo estão comprovando que não é bem por aí... Em alguns casos, os jogos eletrônicos podem até ajudar. É o caso, por exemplo, do World of Warcraft. Uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual da Carolina do Norte comprovou que o maior MMORPG (Massive Multiplayer Online Role-playing Game) pode aprimorar capacidades cognitivas em idosos. Porém, o game não trouxe tantos benefícios a quem não apresentou tais problemas antes de jogar.

No Canadá, a psicóloga Daphne Maurer ligada à Universidade McMaster apontou em sua pesquisa que jogar video-game pode melhorar a visão de quem nasceu com catarata e pode melhorar também certos problemas de visão. O estudo realizado comprovou que os pacientes conseguiram enxergar melhor pequenos pontos, letras e identificar rostos mais rápido após jogar 40 horas com horários distribuídos ao longo de 4 semanas.

Outro estudo interessante comprovou que adolescentes que passam muito tempo jogando vídeo game tem estruturas cerebrais diferentes de quem não costuma jogar regulamente. A pesquisa aponta que eles possuem maior volume de massa cinzenta em uma parte fundamental do cérebro.


Vale lembrar que ainda existe muita discussão entre médicos no meio acadêmico sobre os benefícios e malefícios trazidos pelos games e o excesso de tempo dedicado a eles pelas pessoas.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Baú do Blah: Discotheque


O carnaval acabou! Agora é vida que segue... O jeito mesmo é extravasar pelas nights da vida. Se bem que aqui em Niterói, dependendo da boate, nem isso... Imaginem que o local onde um amigo meu ia comemorar seu aniversário, hoje, simplesmente não irá abrir. A justificativa foi apenas uma palavra: Carnaval! Quem vai entender? Se por aqui, que quase não há folia, o carnaval não acabou na Quarta-Feira de Cinzas, imaginem lá no Rio... Mas, aposto que do outro lado da baía as boates não dão essa desculpa esfarrapada para não abrir... Na minha humilde opinião boates e carnaval podem conviver numa boa, já que há adeptos para ambos... Há aqueles que não curtem carnaval, mas gostariam de se divertir em boates. Há aqueles que gostam de carnaval, mas aceitam variar nas boates... Bom, só me resta aceitar a transferência da festa do meu caro amigo. Desculpem o desabafo!


Essa coisa toda me fez lembrar de uma época distante em que fantasias e boates combinavam... Pelo menos para os membros do U2! O ano era 1997 e a música era "Discotheque' do álbum U2 Pop. Naquela época me lembro de ter ouvido críticas sobre o novo trabalho da consagrada banda irlandesa. Creio que quando o U2 inovou e assumiu seu lado pop desagradou muitos adeptos do rock. Mas, se você for parar para recordar, foi na turnê "U2 Pop Mart" que a estrutura dos shows começou a ficar gradiosa como acontecesse atualmente. Essa fase parece destoar na carreira do grupo, mas no fundo terminou por acrescentar. Afinal o U2 está aí até hoje, muito bem obrigada, devido a qualidade de suas músicas e a coragem de inovar e se adaptar. O clipe "Discotheque" é diferente de tudo! Se você não visse os integrantes da banda nem imaginaria ser U2. Mas, o mais engraçado é ver eles fantasiados (uma coisa meio Village People). Vale a pena relembrar esse mergulho ousado no pop que U2 deu...


O Baú do Blah desenterra em ritmo de folia o clipe "Discotheque".

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Notas sobre Gaza: Dos quadrinhos à telona

O livro em quadrinhos “Notas sobre Gaza” de Joe Sacco ganhará uma adaptação para o cinema. Ainda não há data prevista para o lançamento, mas o que se sabe é que o longa será dirigido pelo canadense Denis Villeneuve.

De acordo com Amiel Tenenbaum, da produtora francesa Tu Va Voir responsável pelo projeto, foi preciso muita conversa para conseguir o consentimento de Joe Sacco. Foi necessário convencer o quadrinista que eles farão uma adaptação de sua obra de uma forma adequada. Bom, não se pode culpar o criador do livro não é? Quando o assunto é roteiro adaptado para o cinema, há muitas controvérsias e decepções dos leitores...

Em “Notas sobre Gaza”, Joe Sacco mergulha nos escombros do conflito árabe-israelense para reconstituir alguns dos eventos mais importantes para o aumento progressivo da violência nessa região do Oriente Médio. O livro relata a morte de centenas de civis pelo exército israelense durante uma operação para capturar guerrilheiros palestinos nas cidades de Khan Younis e Rafah no Oriente Médio em novembro de 1956.

Bom, vamos aguardar como será o filme...

MAC Pocket Show

Uma boa notícia para os niteroienses! Que tal dar uma relaxada às quinta-feiras com música ao vivo de boa qualidade em um de nossos cartões postais favoritos... A partir do dia 08/03 isso será possível. O Museu de Arte Contemporânea (MAC) irá realizar pockets shows no auditório do museu todas as quintas do mês de março às 20 horas. Quem irá inaugurar o projeto MAC Pocket Show é o cantor Ivo Vargas. O músico nascido em Niterói começa a formar uma legião de fãs com suas composições inspiradas no samba, na bossa, folclore brasileiro e versões de clássicos da MPB.

A entrada é R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).






MAC Pocket Show
Data: 08, 15, 22 e 29 de março
Horário: 20h
Valor: R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia)
Local: Auditório
Museu de Arte Contemporânea
Mirante da Boa Viagem, s/n° - Boa Viagem
2620-2400

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Cine Jazz em Niterói

No próximo sábado, depois que Momo tiver encerrado os trabalhos por esse ano, quem entra em cena é o Jazz, pelo menos em Niterói.


No dia 25/02 às 16 horas será exibido o filme "Ron Carter Live at Sweet Basil" no auditório do Museu de Arte Contemporânea (MAC). Após a exibição está programada uma mesa redonda com o contrabaixista Alex Rocha que faz parte da banda de Emílio Santiago.


O evento integra o Cine Jazz que é uma mostra audiovisual de médias e longas metragens sobre o gênero musical que acontece mensalmente no museu sempre no último sábado. A curadoria é do produtor Paulo Renato Rocha que é dono do acervo exibido.


A entrada é gratuita, mas é preciso chegar com antecedência para pegar senhas que começam a ser distribuídas às 15h30. A capacidade do evento é de 60 pessoas.






Cine Jazz

Museu de Arte Contemporânea de Niterói - Mirante de Boa Viagem s/n - Niterói

Data: 25 de fevereiro
Horário: 16h
Vagas limitadas: 60 pessoas
Entrada Gratuita - senhas distribuídas 30 minutos antes



domingo, 19 de fevereiro de 2012

Crítica da peça “A Mecânica das Borboletas” (++++)

Não se deve correr atrás das borboletas. É preciso cuidar bem do jardim para que as borboletas voltem. Esse popular conselho é dado por uma senhora a suas amadas plantinhas logo no início da peça “A Mecânica das Borboletas”. De certa forma, essa viúva, um tanto perturbada mentalmente, tinha razão. O problema é que quando a borboleta que ela tanto esperou (e já não acreditava mais que voltaria) finalmente regressou, o seu jardim já não estava tão bem cuidado assim... Pelo contrário, à primeira vista para essa borboleta viajante, o que ela encontrou foi o caos e não o belo jardim que havia deixado para trás. A borboleta em questão trata-se do personagem Rômulo (Eriberto Leão), o filho que fugiu de casa para conhecer o mundo, mas quando retornou ao seio familiar simplesmente não o reconheceu. Percebeu apenas seus destroços. Remo (Otto Jr.), seu irmão gêmeo, havia assumido a oficina mecânica da família e se transformado em um homem brutalizado, sua mãe (Suzana Faini) estava com problemas mentais e seu pai simplesmente não existia mais (virou cinza que pertencia agora ao jardim da casa). Testemunha do reencontro familiar não desejado, a cunhada de Rômulo (Ana Kutner) explicou a ele que quando se tira um bezerro de sua mãe de forma brusca há um grande sofrimento para ambos, mas quando eles são separados aos poucos, eles não sentem muito. Quando se reencontram, nem se reconhecem mais... O exemplo da cunhada-veterinária explica o porquê daquela família ter chegado tal ponto. Já Remo não foi tão sutil e nada acolhedor com o irmão pródigo. Ele expõe toda a sua mágoa para seu gêmeo e também todas as conseqüências causadas pela fuga solitária de Rômulo.


“A Mecânica das Borboletas” é uma história sobre família, mudanças, riscos, sonhos e conseqüências. A peça, no princípio, mais parece uma novela ou filme devido a trilha sonora excessiva e a própria dinâmica do espetáculo (uso de certos clichês como metáfora e a obviedade do triângulo amoroso), mas depois acaba por surpreender. No começo, a impressão que se tem é que a história não vai prender por parecer rasa e previsível, mas ao desenrolar da trama ela surpreende. Principalmente pela excelente atuação de Remo (Otto Jr.) que simplesmente roubou a cena com o papel de irmão guerreiro que ficou e lutou pela família. As outras atuações também foram ótimas, mas a dele realmente é o destaque. O ator deu o tom certo para seu personagem.

Outro ponto positivo do espetáculo foi o uso do humor para dar leveza a história que no início parecia que tinha tudo para ser um dramalhão mexicano. Sem gêmeo bom, sem gêmeo mau, os personagens tem suas fraquezas expostas em cena e de forma divertida e com dramaticidade no ponto certo, o espectador vai se envolvendo na trama e finalmente sente que o que está diante de si é realmente teatro.




O título não poderia ser mais adequado! Confesso que a metáfora da borboleta é surpreendente e muito interessante. É possível associá-la a Rômulo que voou o mundo e voltou ao seu jardim para se reencontrar como pessoa e a Remo que aguardava a borboleta do carburador para finalmente levantar seu vôo após tanto tempo em seu casulo.
É possível refletir, filosofar e até dialogar sobre vida e sonhos após a peça. Vale a pena conferir!

A Mecânica das Borboletas
Teatro I do CCBB às 19 h
Elenco: Eriberto Leão, Otto Jr., Ana Kutner e Suzana Faini
Até 04 de março

R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia)

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Baú do Blah: Mosca no Sopa

Racionalmente eu não gosto de carnaval! É um tal de bloco a se enfiar no meu caminho. Costumo dizer que minha casa fica no "Pelourinho" de Niterói. Vira e mexe passa um bloco por aqui. A parada não tem hora. Se eu estiver em casa no domingo de carnaval, religiosamente às 10h30, sou acordada bruscamente pelo Bloco dos Imaculados. Anteontem passou um bloco por aqui e já era mais de 22 horas. Eu não curto muito aglomerações, principalmente, na porta da minha casa. O problema é que a muvuca não marca presença e vai embora simplesmente. Não! A gentalha deixa o rastro para trás. Deixa sujeira! Imaginem que até urina no corredor do meu edifício esse povo sem nível já deixou. Eu odeio a falta de educação das pessoas! Então decidi que se eu estiver em casa ficarei plantada em frente ao portão com olhar de ódio e desdém (que diga-se de passagem é minha especialidade) para intimidar essa gentinha.. Funcionou anteontem e há de funcionar sempre! Estou pensando até em comprar uma arminha de brinquedo e colocar minha fantasia de policial para intimidar com estilo os bárbaros. E se eu ouvir piadinhas garanto que será pior para eles...

Não há nada de bom no carnaval em casa nesses momentos de invasão de foliões. Só dor de cabeça como relatei. Mas, quando estou empolgada e quero cair na folia, eu vou para o outro lado da poça encontrar meu povo e me divertir civilizadamente. Não curto samba, não sou fã de marchinhas. Carrego o rock na veia não importa onde eu for. Os únicos blocos que me interessam são aqueles que tem a ver com o rock ou que toquem, pelo menos, coisas mais contemporâneas como a Orquestra Voadora que segui alegremente no ano passado e que iniciou maravilhosamente os trabalhos com Billie Jean. Um bloco que estou a fim de conhecer é o Toca Raul que nasceu no ano passado. Raul é sempre Raul! Por isso escolhi ele para homenagear hoje no Baú do Blah.

O DIA EM QUE RAUL ME TOCOU!


Ei Al Capone! Vê se te orienta... Não tem nada a ver com sacanagem não... É só minha primeira lembrança de conhecer um som dele. Quando eu tinha 8 anos, eu estava na casa de meus parentes em São Pedro d'Aldeia. A família estava reunida jogando conversa fora, comendo e bebendo na sala de estar. Como plano de fundo estava um disco de Raul Seixas. De repente eu comecei a achar graça da música que estava tocando. Era "Mosca na Sopa". Aquela música me marcou tanto, nunca entendi ao certo o porquê, mas toda vez que a ouço eu tenho vontade de rir e sempre me vem a mente essa cena. Não tenho nem certeza de quem estava nela. Minhas únicas certezas são a presença da minha mãe e dos donos da casa, eu sentada no sofá ouvindo a conversa e a música que tanto achei graça.


Quando fui dar uma relembrada na letra para colocar o som aqui no Baú do Blah, eu tive certeza que esse é o som perfeito para a ocasião. Afinal é carnaval! A mosca na minha sopa que por mais que eu queira me livrar, todo ano está aqui para me abusar. Mesmo em casa, quieta, fugindo do carnaval, ele praticamente arromba minha porta....


"Mosca na Sopa" é do álbum Krig-Ha, Bandolo de 1973




Bloco Toca Raul -19/02/2012
Horário: 16h às 19h
Concentração: Praça Tiradentes - Centro
Desfile: O bloco fica parado na Praça

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Estreias da semana nos cinemas (17/02)

"A Invenção de Hugo Cabret": novo filme de Scorsese é o destaque entre as estreias

A Invenção de Hugo Cabret (Hugo)

Depois da morte do seu pai relojoeiro, Hugo passa a viver na Gare du Nord, a majestosa estação de trem em Paris cujos relógios o órfão acerta diariamente. Como herança, Hugo ganhou não apenas o talento com engrenagens miúdas, mas também um misterioso autômato, que o garoto tenta remontar com peças que ele rouba de uma loja de brinquedos na estação. Transcorrem os anos 1930 e ninguém desconfia que o deprimido dono da loja é, na verdade, o cineasta Georges Méliès, um dos pais do cinema.

Aventura/Drama - EUA, 2011. Direção: Martin Scorsese. Elenco: Asa Butterfield, Ben Kingsley, Chloë Moretz, Jude Law, Sacha Baron Cohen, Christopher Lee. Duração: 126 min. Classificação: Livre.


O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball)

Billy Beane (Brad Pitt) é o técnico do time de beisebol de Oakland, os A's. Como em muitos esportes, as equipes ficam de olho nos times universitários e amadores para ver se conseguem encontrar novos talentos. Com um orçamento apertado, Beane decide investir dinheiro, com a ajuda de um analista novato (Jonah Hill), em um sistema matemático que analisa e escolhe os melhores jogadores - inclusive suas posições.

Drama - EUA, 2011. Direção: Bennet Miller. Elenco: Brad Pitt, Jonah Hill, Chris Pratt, Robin Wright. Duração: 133 min. Classificação: 10 anos.

A Dama de Ferro (The Iron Lady)

A história da Primeira-Ministra da Inglaterra Margareth Thatcher, desde a sua infância, as dificuldades do poder, até sua luta contra a demência nos dias de hoje.

Drama - Reino Unido, 2011. Direção: Phyllida Lloyd. Elenco: Meryl Streep, Jim Broadbent, Olivia Colman, Alexandra Roachn. Duração: 105 min. Classificação: 12 anos.


Motoqueiro Fantasma - Espírito de Vingança (Ghost Rider: Spirit of Vengeance)

No segundo filme do herói demoníaco da Marvel, Johnny Blaze está escondido no Leste europeu, buscando uma maneira de controlar sua maldição. Lá, ele é encontrado por um culto, que o recruta para enfrentar o diabo, que pretende encarnar no corpo de um garoto.

Ação - EUA, 2012. Direção: Mark Neveldine e Brian Taylor. Elenco: Nicolas Cage, Idris Elba, Violante Placido. Duração: 95 minutos. Classificação: 12 anos.

Reis e Ratos
Rio de Janeiro, 1963. Uma cantora de boate é vítima de um atentado a bomba, e flashbacks revelam que o incidente, ocorrido em plena Guerra Fria e às vésperas do golpe militar, tem participação da CIA, um major da aeronáutica, um latifundiário brasileiro, um trambiqueiro carioca...

Comédia/Suspense - Brasil, 2011. Direção: Mauro Lima. Elenco: Selton Mello, Otávio Müller, Rodrigo Santoro, Cauã Reymond, Rafaela Mandelli, Seu Jorge, Paula Burlamaqui, Bel Kutner. Duração: 93 minutos. Classificação: 14 anos.


Caminho Para o Nada (Road to Nowhere) - Estreia em São Paulo
Um cineasta se vê em meio a uma teia de intrigas envolvendo uma mulher, um crime e seu passado.

Policial/Suspense - EUA, 2010. Direção: Monte Hellman. Elenco: Shannyn Sossamon, Cliff De Young, Dominique Swain. Duração: 126 min. Classificação: 14 anos.


Hotxuá - Estreia em Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo
Registro de como vive a tribo indígena Krahô, no Tocantins, e sua tradicional Festa da Batata, que marca a passagem da estação chuvosa para a seca, além de celebrar a fertilidade da tribo.

Documentário - Brasil 2011. Direção: Letícia Sabatella e Gringo Cardia. Duração: 70 minutos. Classificação: Livre.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Bob Dylan anuncia datas e locais de shows no Brasil

A lenda Bob Dylan vai voltar ao Brasil em abril. Ao todo serão seis shows em cinco cidades. Os valores das entradas ainda não foram divulgados. Confira abaixo as datas e locais das apresentações:

Rio de Janeiro
Data: 15 de abril
Local: Citibank Hall

Brasília
Data: 17 de abril
Local: Ginásio Nilson Nelson

Belo Horizonte
Data: 19 de abril
Local: Chevrolet Hall

São Paulo
Data: 21 e 22 de abril
Local: Credicard Hall

Porto Alegre
Data: 24 de abril
Local: Pepsi On Stage

As vendas começam oficialmente no dia 5 de março, mas para os clientes Credicard, Citibank e Diners haverá pré-venda exclusiva de 27 de fevereiro a 4 de março. Mas atenção: a regalia serve apenas quem é do Rio ou de São Paulo. Para os shows em Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre não haverá pré-venda, e os ingressos já estarão à venda em 27 de fevereiro.

Seja um zumbi em "The Walking Dead"

A Fox International Channels está precisando de mais zumbis para The Walking Dead e, para alcançar este objetivo, foi lançado o concurso Spread the Dead (algo como "Espalhe o morto"), no Facebook.

A ideia dos produtores é selecionar pessoas de várias partes do mundo para interpretar zumbis durante a terceira temporada da série.

Cada país terá um representante (menos o Brasil, que terá um finalista exclusivo, separado do resto da America Latina) escolhido durante a primeira fase do concurso.  
Para participar, basta acessar a página do oficial da Fox no Facebook.

Literatura russa vem atraindo cada vez mais leitores brasileiros

Um fenômeno curioso tem chamado atenção no mercado editorial brasileiro nos últimos anos, o aumento do interesse dos leitores por clássicos da literatura russa. Fiódor Dostoiévski, Liev Tolstói e Anton Tchékhov são alguns dos autores que tem feito grande sucesso por aqui.


Uma das explicações para esse fenômeno é a curiosidade dos brasileiros pelo país europeu que já foi superpotência um dia e nos dias atuais, assim como o nosso país, integra os BRICS . Além disso, agora é bem mais fácil encontrar livros traduzidos diretamente do russo para o português. Tradutores especializados nesse complicado idioma como Paulo Bezerra que presta serviços para a Editora 34 e Rubens Figueiredo que traduz para a Cosac Naify encurtaram as distâncias culturais entre os brasileiros e a literatura russa.



Mas, se você acha que literatura russa é para poucos devido ao alto preço das publicações, você está equivocado. Hoje em dia é possível encontrar livros de grandes autores russos até em edições econômicas como os livros de bolso nos jornaleiros. Os títulos russos mais vendidos no Brasil segundo o site Publishnews que é especializado em mercado editorial são "Crime e Castigo" e "Os irmãos Karamázov" de Dostoiévski, além de "Guerra e Paz" e " Anna Kariêrina" de Tolstói.




Cinco obras da literatura russa que você não pode deixar de ler


Um negócio fracassado e outros contos de humor

Anton Tchékhov

L&PM Pocket


O Duplo

Fiódor Dostoiévski

Editora 34


O Diabo e outras histórias

Liev Tolstói

Cosac Naify


A Dama do Cachorrinho

Anton Tchékhov

LP&M Pocket

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Slash, Axl e toda formação clássica do Guns reunidos em abril

Parece mesmo que no mundo da música o ano de 2012 é sinônimo de reunião. Não que seja uma questão cabalística (pelo menos não que eu saiba!) mas, bandas que estavam separadas há anos estão se reunindo esse ano. Mesmo que seja somente por causa de importantes eventos...

Para aqueles que tem o sonho de ver a formação clássica do Guns N' Roses reunida novamente, trago então uma boa nova. Slash, Axl Roses, Duff McKagan, Izzy Stradlin, Dizzy Reed e Steven Adler irão se reunir no dia 14 de abril em Cleveland nos EUA para a cerimônia que incluirá a banda no Hall da Fama do Rock (Rock and Roll Hall of Fame). Há rumores de que eles tocarão algumas músicas no evento. Mas, segundo o tecladista Dizzy, que já confirmou esse encontro histórico, o que será tocado ainda não foi discutido pelos ex-companheiros de banda.


Os ingressos para a cerimônia esgotaram em menos de 1 hora após a abertura da venda. Espero que Axl & cia entendam isso como uma gigante demanda dos fãs por ver o verdadeiro Guns N'Roses, que amamos e que guardamos num cantinho especial de nossos corações, juntos na ativa de novo... Bom, pelos menos por uma noite os fãs dos EUA terão a sorte de presenciar isso...


Vale lembrar que Slash e Guns (formação atual) estarão tocando no mesmo festival na Itália em junho, porém em datas distintas. Outra conspiração astral a favor dos fãs do Guns das Antigas é que Duff e Axl se encontraram, por acaso, num hotel na Inglaterra em 2010 e o baixista acabou fazendo uma participação no show do Guns no dia seguinte. Poxa a vitória de "Sweet Child O'Mine" como melhor solo da história do rock bem que podia ajudar a unir os roqueiros não é... Bom, por enquanto só nos resta sonhar mesmo...


Série “Novos Artistas”: Dust Eletronics

Atualizado em 18/02/2012 às 01h58

Criado no ano passado com uma proposta musical bem diferente do convencional, o projeto Dust Eletronics galga seus primeiros passos em Brasília.


A interação entre o homem e a máquina é evidenciada através da sonoridade agressiva que valoriza a música industrial e o metal e que é mesclada com efeitos eletrônicos. Tecnológico, independente e inusitado são os primeiros adjetivos que encontro para definir Electronic Dust.


O projeto musical tem apenas um integrante, João Torvax, que é responsável pela criação das melodias tocadas pelo computador e pelas letras que abordam temas sombrios como solidão e melancolia. Além disso, o artista solitário ainda cria máscaras feitas de materiais reciclados que são utilizadas durante suas performances e ainda faz o vocal das músicas ... Nossa, quanto trabalho...



Ficou curioso para conhecer o Dust Eletronics?


Abaixo você encontra uma entrevista exclusiva com o João Torvax do projeto Dust Eletronics


Blah Cultural - Como surgiu a idéia do projeto Dust Eletronics ?

João Torvax: Essa idéia surgiu alguns meses após eu ter saído da última banda que estive. Fiquei chateado porque é muito difícil achar pessoas que seguem o mesmo caminho dentro de uma banda ou projeto. A partir disto comecei a pensar em uma maneira de fazer um trabalho solo, mas infelizmente não tenho como tocar todos os instrumentos ao mesmo tempo (risos). Aí tive a idéia de pesquisar uma maneira de simular os instrumentos e acabei comprando um programa onde posso fazer arranjos de diversos instrumentos e efeitos eletrônicos. Comecei então a produzir minhas músicas de uma maneira livre e da forma que eu queria. Misturei Industrial e o Doom Metal (que são estilos que conheço e gosto), mas ainda assim achei que faltava algo. Então tive a idéia de fazer vestimentas sombrias e as máscaras bizarras com jornal e cola.


Blah Cultural - Você sempre quis fazer um projeto solo como esse?

João Torvax: Já pensei diversas vezes, mas nunca tinha tido coragem de meter a cara e mostrar meu trabalho.


Blah Cultural - Como é a cena independente em Brasília?

João Torvax: A cena em Brasília precisa melhorar muito ainda. Infelizmente falta mais união, respeito e transparência entre os músicos e produtores, mas não são todos. Algumas pessoas lutam com vigor e verdade pela cena independente da cidade.


Blah Cultural - Há espaço para projetos de música que unem Industrial e Metal como o seu ou é preciso criar esses espaços?

João Torvax: Seria legal criar mais espaço para esse tipo de trabalho. Felizmente meu projeto está sendo bem aceito em alguns projetos como o Sarau Psicodélico que sempre tem me dado muito apoio e força e também no Quaresmada que é um projeto muito bom. Ambos são projetos independentes de Brasília.


Blah Cultural - De onde veio a idéia de criar máscaras de materiais recicláveis? Você pensa em levar essa preocupação com o meio ambiente para as letras também?

João Torvax: Eu sempre tive preocupação com o meio ambiente pois sem árvores e sem água não há como ter vida. Acho que temos que rever nossos valores por isso criei essa iniciativa mesmo que seja pequena, mas já á alguma coisa. Espero que um dia possamos cuidar melhor da nossa casa que é o mundo.


Blah Cultural - O projeto é bem recente. Você já tem demos gravadas?

João Torvax: Em março estarei finalizando a primeira demo junto com o vídeoclipe.


Blah Cultural - Quais as influências musicais que ajudaram a compor o Dust Eletronics?
João Torvax:
As minhas maiores influências foram o Alice Cooper e o Rob Zombie que são grandes artistas.


Blah Cultural- Só pra finalizar queria saber mais sobre a pessoa João Torvax. Sua idade? Profissão? Perspectivas para o futuro?

João Torvax: Meu nome é João, mas as pessoas me conhecem como Torvax. Tenho 25 anos. Sou técnico em informática e tatuador. O meu objetivo é levar o meu projeto para outras cidades e estados e futuramente para fora do país que é o meu maior objetivo.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Melhores filmes de 2011 no CCBB Rio

Sabe aqueles filmes que deram o que falar em 2011 e que você queria muito ter visto no cinema, mas por alguma razão você não pode conferir. Então, o CCBB Rio selecionou os melhores filmes do ano passado e a partir de hoje até o dia 26 de fevereiro está os exibindo novamente em sessões que custam somente R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia).



A Pele que Habito”, “A Árvore da Vida” e “Meia-Noite em Paris” (consulte aqui nosso Manual Cultural se for assistir a esse longa.) são algumas das produções que foram escolhidas.

Vale lembrar que é preciso chegar uma hora antes para pegar senha e garantir seu lugarzinho...
Abaixo você encontra a programação completa.

Programação Completa

Dia 14
16h: Um Conto Chinês (93 min. 14 anos)
18h: Meia Noite em Paris (94 min. 12 anos)
19h40: debate*

Dia 15
16h: Cópia fiel (112 min. Livre)
18h: O garoto da bicicleta (87 min. 12 anos)
19h40: debate*



Dia 16
15h: A Árvore da Vida (138 min. 12 anos)
17h40: Melancolia (136 min. 14 anos)
20h: debate*

Dia 17
16h: O Vencedor (115 min. 14 anos)
18h: O Inferno de Henri-Georges Clouzot (94 min. Livre)*

Dia 18
16h: Diário de uma busca (104 min. 10 anos)
17h50: Incêndios (130 min. 14 anos)
20h10: Meia Noite em Paris (94 min. 12 anos)

Dia 19
16h: A pele que habito (133 min. 16 anos)
18h30: Além da vida (129 min. 12 anos)*

Dia 22
16h: O Inferno de Henri-Georges Clouzot (94 min. Livre)
17h45: O Vencedor (115 min. 14 anos)
19h40: debate*

Dia 23
15h30: Além da vida (129 min. 12 anos)
17h50: A pele que habito (133 min. 16 anos)
20h: debate*

Dia 24
16h: Incêndios (130 min. 14 anos)
18h20: Diário de uma busca (104 min. 10 anos)
20h05: debate*

Dia 25
16h: O garoto da bicicleta (87 min. 12 anos)
17h40: Cópia fiel (112 min. Livre)
19h45: Um Conto Chinês (93 min. 14 anos)*

Dia 26
15h: Melancolia (136 min. 14 anos)
17h40: A Árvore da Vida (138 min. 12 anos)


Centro Cultural Banco do Brasil
R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia-entrada)
Senhas distribuídas 1h antes da sessão

Chacrinha vira tema de exposição em Niterói

Quem não se comunica, se trumbica! Como não se lembrar de Chacrinha ao ler essa frase? Mas, se deu saudade não se preocupe! Após o carnaval, a alegria do Palhaço do Povo (como ele mesmo se considerava) irá tomar conta de Niterói na exposição fotográfica “23 anos sem o saudoso velho guerreiro”. A mostra irá trazer de volta o ritmo de festa, todo calor humano e os convidados que mais se destacaram nos programas de rádio e tv que Chacrinha apresentou. A exposição poderá ser visitada a partir do dia 24 de fevereiro até 30 de março no Espaço Cultural Abrigo dos Bondes no centro de Niterói.



23 anos sem o saudoso velho guerreiro
Espaço Cultural Abrigo de Bondes – Rua Marquês de Paraná nº 100 – Niterói (próximo ao supermercado Guanabara)
Entrada Gratuita
De 24/02 a 30/03

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Confira os vencedores do Grammy 2012

Neste domingo, à noite, foi realizada a cerimônia de entrega do Grammy. Adele, com seis indicações, não conheceu o sabor da derrota e faturou tudo. Destaque também para o Foo Fighters, que venceu em cinco categorias. Confira a lista dos indicados, com os vencedores em vermelho:

Gravação do ano (intérpretes):

“Rolling in the deep”- Adele“Holocene”- Bon Iver
“Grenade” - Bruno Mars
“The cave” - Mumford & Sons
“Firework” - Katy Perry.

Álbum do ano:

“21” - Adele
“Wasting light” - Foo Fighters
“Born this way” - Lady Gaga
“Doo-Wops & Hooligans”- Bruno Mars
“Loud”- Rihanna.

Música do ano (compositores):
 
“All of the lights” - Kanye West, Rihanna, Kid Cudi & Fergie
“The cave” - Mumford & Sons
“Grenade” - Bruno Mars
“Holocene” - Bon Iver
“Rolling in the deep” - Adele
Performance solo pop:
 
Adele - "Someone like you"Lady Gaga - "You and Ï"
Bruno Mars - "Grenade"
Katy Perry - "Firework"
Pink - "F...' Perfect"

Performance duo ou grupo:

Tony Bennett & Amy Winehouse - "Body and soul"
The Black Keys - "Dearest"
Coldplay - "Paradise"
Foster the people - "Pumped up the kids"
Maroon 5 & Christina Aguilera - "Moves like Jagger"

Álbum pop:

"21" - Adele"The lady killer" - Cee Lo Green
"Born this way" - Lady Gaga
"Doo-wops & hooligans" - Bruno Mars
"Loud" - Rihanna

Performance rock:

Coldplay - "Every teardrop is a waterfall"
Decemberists - "Down by the water"
Foo Fighters - "Walk"Mumford & sons - "The cave"
Radiohead - "Lotus flower"

Performance hard rock/metal: 
Dream Theater - "On the backs of angels"
Foo Fighters - "White limo"Mastodon - "Curl of the burl"
Megadeth - "Public enemy nº 1"
Sum 41 - "Blood in my eyes"

Música de rock:

Mumford & sons - "The cave"
Decemberists - "Down by the water"
Coldplay - "Every teardrop is a waterfall"
Radiohead - "Lotus flower"
Foo Fighters - "Walk"
Álbum de rock:

Jeff Beck - "Rock n' roll party honoring Les Paul"
Foo Fighters - "Wasting light"Kings of Leon - "Come around sundown"
Red Hot Chili Peppers - "I'm with you"
Wilco - "The whole love"

Disco de música alternativa:

Bon Iver - "Bon Iver"

Death Cab for Cutie - "Codes and keys"
Foster the people - "Torches"
My Morning Jacket - "Circuital"
Radiohead - "The king of limbs"

Melhor performance de rap:
 
"Look At Me Now" - Chris Brown, Lil Wayne & Busta Rhymes
"Otis" - Jay-Z & Kanye West"The Show Goes On" -  Lupe Fiasco
"Moment 4 Life" - Nicki Minaj & Drake
"Black And Yellow" - Wiz Khalifa

Melhor parceria/rap:

"All Of The Lights" - Kanye West, Rihanna, Kid Cudi & Fergie"Party" - Beyoncé & André 3000
"I'm On One" - DJ Khaled, Drake, Rick Ross & Lil Wayne
"I Need A Doctor" - Dr. Dre, Eminem & Skylar Grey
"What's My Name?" - Rihanna & Drake
"Motivation" - Kelly Rowland & Lil Wayne

Melhor álbum de rap:

"My Beautiful Dark Twisted Fantasy" - Kanye West"Watch The Throne" - Jay-Z & Kanye West"Tha Carter IV" - Lil Wayne
"Lasers" - Lupe Fiasco
"Pink Friday" - Nicki Minaj

Melhor álbum de R&B:

"F.A.M.E." - Chris Brown"Second Chance" - El DeBarge
"Love Letter" - R. Kelly
Pieces Of Me - Ledisi
"Kelly" - Kelly Price

Melhor álbum country: 
"My Kinda Party" - Jason Aldean
"Chief" - Eric Church
"Own The Night" - Lady Antebellum"Red River Blue" - Blake Shelton
"Here For A Good Time" - George Strait
"Speak Now" - Taylor Swift

Melhor performance country (solo):

"Mean" - Taylor Swift"Dirt Road Anthem" - Jason Aldean
"I'm Gonna Love You Through It" - Martina McBride
"Honey Bee" -  Blake Shelton
"Mama's Song" - Carrie Underwood

Melhor vídeo musical - curto:

"Rolling In The Deep" - Adele"Yes I Know" - Memory Tapes
"All Is Not Lost" - OK Go
"Lotus Flower" - Radiohead
"First Of The Year (Equinox)" - Skrillex
"Perform This Way" - "Weird Al" Yankovic

Melhor vídeo musical - longo:

"Foo Fighters: Back And Forth" - Foo Fighters"I Am...World Tour" - Beyoncé
"Talihina Sky: The Story Of Kings Of Leon" - Kings Of Leon
"Beats, Rhymes & Life: The Travels Of A Tribe Called Quest" - A Tribe Called Quest
"Nine Types Of Light" - TV On The Radio

Artista revelação: 
The Band Perry
Bon IverJ. Cole
Nicki Minaj
Skrillex


domingo, 12 de fevereiro de 2012

Whitney Houston será homenageada na cerimônia de entrega do Grammy hoje


Ainda não se sabe a causa da morte, mas a cantora Whitney Houston foi encontrada morta ontem à noite no quarto de hotel em que estava hospedada em Beverly Hills. Dona de uma voz potente, bela e inconfundível, a diva conquistou 6 grammys ao longo de sua carreira que entre altos e baixos começou nos anos 80. Como não poderia deixar de ser, na cerimônia do Grammy que acontecerá hoje à noite foi incluída uma homenagem a cantora. Jennifer Hudson será responsável por homenagear Whitney Houston.




Musicalmente falando Whitney nasceu em berço de ouro. Sua mãe (Cissy Houston) era cantora de R&B gospel e sua madrinha não é ninguém menos do que Aretha Franklin, além de ser prima de primeiro grau de Dionne Warnick. Mas, essa ótima linhagem musical de nada adiantaria se Whitney não tivesse o dom para a musica não é? Afinal aquela voz perfeita não se aprende em escola nenhuma, é algo nato que pode apenas ser aperfeiçoado...


Na foto acima você vê Whitney com sua prima Dionne e sua madrinha Aretha badalando por aí nos anos 80.

Antes de se consagrar como diva, Whitney Houston se apresentou em casas noturnas, cantou ao lado de sua mãe e foi até back vocal de Jermaine Jackson (irmão de Michael Jackson). Nos anos 80 ela lançou seus primeiros singles e álbuns. Na década seguinte atingiu o patamar de diva. Em 2002, a cantora admitiu seus problemas com drogas o que gerou muita polêmica em torno de seu então recém-lançado álbum "Just Whitney". Em 2003, a diva se divorciou de seu marido (a quem atribuiu a culpa do seu vício em drogas). Ela também lançou no mesmo ano um cd natalino. Após várias internações em clínicas de reabilitação Whitney Houston afirmou ter se recuperado do vício em cocaína em 2006. Em 2009, a cantora lançou seu último álbum "I Look to you". O que era para ser um retorno triunfal acabou por decepcionar muitos fãs que estiveram em seus shows. As pessoas esperavam que a performance de Whitney fosse no mesmo nível da época em que ela cantava facilmente "I will always love you", mas infelizmente o uso de drogas terminou por influenciar negativamente em sua voz.

Abaixo você poderá ver a performance que foi alvo de crítica dos fãs australianos em 2009.































Confesso que fiquei muito impactada com a morte de Whitney Houston. Mas, acredito que assim como Michael Jackson, a eterna diva também não cairá no Buraco Negro do Esquecimento. Afinal quando uma estrela morre, ela se torna mais bela e brilhante no firmamento...

Abaixo você poderá conferir Whitney Houston em sua época de ouro!



Discografia

Whitney Houston: 1985
Whitney: 1987
I'm Your Baby Tonight: 1990
The Bodyguard: Original Soundtrack: 1992
Waiting to Exhale: Original Soundtrack: 1994
The Preacher's Wife: Original Soundtrack: 1996
My Love Is Your Love: 1998
Greatest Hits: 2000
Love, Whitney: 2001
Just Whitney: 2002
One Wish: The Holliday Album: 2003
I Look to you: 2009

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Naomi Watts viverá Lady Di nas telonas

A atriz Naomi Watts confirmou que irá interpretar o papel de Lady Di no filme "Caught in Flight" que deverá ser lançado no ano que vem. O longa irá retratar a época em que Diana Spencer já não era mais a Princesa de Gales. A produção irá trazer à tona os dois últimos anos de vida de Lady Di e abordará seus últimos romances como um secreto com um médico paquistanês. A ex-mulher de príncipe Charles morreu em 1997 num acidente de carro em Paris.

Naomi Watts afirmou estar honrada em ser escolhida para o papel. Mas, a atriz australiana que está no elenco de "J. Edgar" não foi a primeira escolha para interpretar a princesa Diana no longa e ainda foi alvo de críticas dos usuários do site IMDB. Quem faria o papel seria Jessica Chastain que atuou em "Histórias Cruzadas" e "A árvore da Vida".

Baú do Blah: I Will Survive

Quando eu era adolescente minha professora do curso de inglês durante uma daquelas atividades "Let's sing together to learn" trouxe a letra de "I Will Survive" da Gloria Gaynor para cantarmos em sala. Como estávamos no primeiro semestre e não compreendíamos muito bem ainda o novo idioma ela acabou traduzindo a canção. Nossa, precisavam ver como ela cantava com entusiasmo. Foi muito divertido! Além de eu já gostar do som, a partir daquele momento eu poderia entender a letra também. Até então, na minha cabeça de 14 anos de idade, aquele era um grande hit dos anos 70 que ficou marcado como música de homossexual (sem preconceito!). Mas com a tradução da minha teacher eu percebi como aquela música era tão feminina... Na voz de Gloria Gaynor ficou tão claro que era uma música de uma mulher de atitude que perdeu seu chão quando o relacionamento chegou ao fim e que após dar a volta por cima vem o idiota do ex e ela abre o verbo! Eu já havia visto o filme "Priscilla, Rainha do Deserto", mas havia esquecido que essa música fez parte da trilha sonora e daí ganhou a fama de música GLS.

Naquele mesmo ano (1998), eu conheci a versão do Cake (feita em 1997) para o hit "I Will Survive". Eu também adorei! No clipe, o vocalista interpreta um policial (dando um ar mais masculino a canção - hetero ou não, não importa - apenas XY) . A banda acabou por dar uma vibe mais calma e divertida a canção. A partir daí, a garotinha aqui entendeu o poder que tem uma boa versão e um bom intérprete...



Como adoro as duas versões de "I Will Survive" optei por não escolher e colocar ambas aqui no Baú do Blah! Afinal, as duas merecem ser relembradas..



Primeiro as damas!


Depois os cavalheiros!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Estreias da Semana nos cinemas (10/02)




Semana de grandes estreias! O filme francês "O Artista" que foi indicado ao Oscar finalmente chega as telonas aqui no Brasil. Além disso, a comédia " Cada um tem a gêmea que merece" em que Adam Sandler interpreta o casal de gêmeos também está fazendo sua estreia hoje nos cinemas brazucas. Outro destaque é Star Wars - Episódio 1: A ameaça fantasma que volta as telonas agora em 3D!





O artista (The artist)

Hollywood, 1927. George Valentin, um astro de filmes mudos, teme que a chegada do cinema falado faça com que ele seja esquecido. Enquanto isso, a bela Peppy Miller (Bérénice Bejo), jovem dançarina por quem ele se sente atraído, recebe uma oportunidade e tanto para traballhar no segmento. Será o fim de sua carreira e de uma paixão?

Gênero: Comédia Romântica (França)
Diretor: Michael Hazanavicius
Elenco: Jean Dujardin, Berenice Bejo, John Goodman, Penelope Ann Miller



Cada um tem a gêmea que merece (Jack and Jill)

Cada Um Tem a Gêmea que Merece é uma comédia focada em Jack Sadelstein (Adam Sandler), um publicitário de sucesso em Los Angeles com uma bela esposa e filhos, que ano após ano teme um evento: a visita de sua irmã gêmea idêntica Jill (também Adam Sandler) no feriado de Ação de Graças. A carência e a atitude passivo-agressiva de Jill enlouquece Jack, transformando sua vida normalmente tranqüila de cabeça para baixo. Katie Holmes interpreta Erin, esposa de Jack.


Gênero: Comédia, Romance
Diretor: Dennis Dugan
Elenco: Adam Sandler, Katie Holmes, Al Pacino
Escritores: Adam Sandler, Steve Koren, Robert Smigel





As mulheres do sexto andar (Les femmes Du 6éme étage)

Paris dos anos 60 a vida de um casal conservador é virada de cabeça para baixo com a chegada de duas governantas espanholas ao prédio onde moram. Duração: 104 min.

Gênero: Comédia (França)
Diretor: Philippe Le Guay
Elenco: Fabrice Luchni, Sandrine Kiberlain




Coração de Samba

Documentário musical de longa metragem (72') que revela, pela primeira vez num filme, as entranhas da orquestra que rege um dos maiores espetáculos do mundo, a bateria da escola de samba. Centrado na bateria da Mangueira, e tendo como principal narrador o filho do fundador da bateria da escola, Elmo dos Santos, o documentário mostra o exuberante universo de musicalidade e de paixão pela escola de samba e pela percussão. Contrapondo passado e presente, o filme mostra os ensaios nas ruas, na quadra e no Sambódromo, a tradição que passa de pai para filho, a afinação dos naipes, a manutenção dos instrumentos, informações sempre embaladas por um ritmo arrebatador.

Gênero: Documentário (Brasil)
Uma co-produção KINOFILMES, TV BRASIL e TV ZERO, distribuição KINOFILMES.



Star Wars: Episódio 1 A ameaça fantasma (3D)

A saga Star Wars pela primeira vez em 3D nos cinemas. Em Episodio I - A Ameaça Fantasma, dois cavaleiros Jedi são enviados como emissários ao planeta Naboo, que se encontra sitiado, e descobrem um conflito que se mostra ainda mais ameaçador para a paz da República.




quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Exposição Entre Trópicos 46º 05' (+++++)

Quem for a Caixa Cultural na Almirante Barroso irá se deparar com uma exposição com um título à primeira vista muito esquisito, mas que traz uma proposta bem interessante. "Entre Trópicos 46º 05' " reúne trabalhos de 22 artistas plásticos (11 cubanos + 11 brasileiros). Alguns renomados e outros que ainda estão começando sua jornada promissora.




O título da mostra nada mais é do que o resultado da soma entre as coordenadas geográficas de Cuba e Brasil (latitude e longitude de Cuba + latitude e longitude do Brasil = 46º 05'). A exposição dá visibilidade as diferentes visões de mundo dos artistas contemporâneos que a compõe, mas lá o diferente não divide e sim acrescenta. Os dois países estão em hemisférios diferentes (Cuba, apesar de ser da América Central fica localizado geograficamente no Hemisfério Norte enquanto o Brasil está situado no Hemisfério Sul) e possuem regimes opostos em vigência (Cuba é comunista enquanto, assim como o resto da América, o Brasil é capitalista) mas ambos tem em comum sob o ponto de vista geográfico o fato de serem ocidentais, americanos e tropicais.



As pinturas, instalações, desenhos, esculturas e vídeos que fazem parte da exposição mostram essas diferenças e semelhanças dos dois países e como eles se relacionam com o mundo. Utopia, migrações, representações do feminino, cartografia entre outros são alguns dos temas abordados nas obras.



Confesso que Cuba é um país que me desperta interesse por ser um dos pouquíssimos a manter o regime comunista no mundo. Ter a oportunidade de poder ter acesso ao fazer artístico contemporâneo desse país realmente me deixou maravilhada. Recomendo que não deixem de ver as instalações "The Kiss" do cubano Duvier del Dago e " Umbral" da brasileira Regina Silveira. As pinturas também são muito bonitas e interessantes, mas não são óbvias. Assim como a maior parte da arte contemporânea, elas foram feitas para fazer refletir.


Entre Trópicos 46º 05'

Caixa Cultural - Av. Almirante Barroso nº 25 - Centro

Até 25 de março

Entrada Franca

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Priscilla, Rainha do Deserto - O musical


Depois do grande sucesso no cinema, "Priscilla, Rainha do Deserto" chega ao Brasil em forma de musical. A peça conta as aventuras de três amigos homossexuais que fazem uma viagem pelo deserto a bordo do ônibus Priscilla.



O musical foi montado pela primeira vez em Sydney, em 2006, e já passou por Melbourne, Nova Zelândia, Londres e Broadway (sempre com grande sucesso) e agora irá ganhar sua versão brasileira. A personagem transsexual Bernardette será vivida pelo ator Ruben Gariba. As drags queens Tick e Felicia serão interpretadas respectivamente por Luciano Andrey e André Torquato. Já Bob, o mecânico que irá consertar Priscilla, será vivido por Saulo Vasconcelos. Vale ressaltar que os atores já participaram do elenco de outros grandes musicais nacionais.


O musical promete arrasar trazendo figurinos glamourosos e além disso, irá animar a platéia com grandes sucessos como "It's Raining Men", "I Will Survive" e outras canções (em inglês!) que fazem parte da trilha sonora do filme. (A foto ao lado é da montagem da Broadway)


"Priscilla, Rainha do Deserto - O Musical" estréia no dia 17 de março no Teatro Bradesco em São Paulo. Nós do Rio ficaremos na torcida para a montagem ser feita aqui também...


Priscilla, Rainha do Deserto - O Musical



Teatro Bradesco - Bourbon Shopping São Paulo - R. Turiassú 2100 - 3º piso



Estreia: 17 de março


sábado, 4 de fevereiro de 2012

Baú do Blah: Hung Up

Confesso que essa semana foi pop aqui no Blah Cultural. Então, ainda nesse sentido, resolvi encerrá-la com Chave de Ouro. A música escolhida pode parecer que não é tão velha assim, mas se você levar em consideração que o tempo passa muito mais rápido para as músicas pop do que para o rock, por exemplo, verá que a música é velha. Loucura da minha parte dizer isso? Pode até ser, mas basta ter em mente que se você for numa boate e tocar "Hung Up" você dirá: Nossa que música velha! Mas se você for no dia seguinte a uma festa rock e tocar alguma do Led Zeppelin, você pensará: Nossa, nem parece que eles acabaram...




Além disso, considero que "Hung Up" é perfeita para a ocasião! Em primeiro lugar porque é um hit da Rainha do Pop (que lançou novo clipe essa semana). Em segundo lugar porque o clipe em questão e o que foi lançado em seguida "Sorry" são inspirados no musical "Xanadú" estrelado por Olivia Newton-John em 1980. Lembrando que a versão tupiniquim do musical com Daniele Winits e Thiago Fragoso deu o que falar essa semana...

"Hung Up" caiu no gosto popular instantaneamente e ficou em primeiro lugar nas listas de 47 países ao mesmo tempo. Além da música ser de Madonna que já é sinônimo de sucesso, a canção ainda tem o sample da música "Gimme! Gimme! Gimme!" do Abba (puro anos 70!)



O Baú do Blah orgulhosamente recorda "Hung Up" o primeiro single do álbum "Confessions on a Dance Floor" de Madonna. O ano era 2005. Chega a ser uma ironia essa música dizer: "Time Goes By So Slowly..." (o tempo passa tão devagar...)

A filha do Mal (++ )

Um Trailer bem elaborado e um slogan instigante para trair o público:  "O filme que o Vaticano não quer que você veja. "  Contudo, A produção teve apenas 8% de aprovação no site Rotten Tomatoes, que contabiliza as críticas publicadas nos Estados Unidos. 


Alheios a opinião da crítica, no entanto, o público compareceu em peso às salas de cinema e na primeira semana de exibição o filme somou a maior arrecadação já contabilizada numa primeira semana de janeiro. Em todos os tempos. O filme foi adquirido por apenas US$ 1 milhão pela Paramount Pictures e nem precisa mais vender ingressos na semana que vem para se tornar extremamente lucrativo. O valor arrecadado até agora foi de US$ 34,5 milhões. Em contraponto, a maioria das pessoas que assistiram  " A Filha do mal ” deu nota F, a mais baixa, na classificação de satisfação do CinemaScore, na saída dos cinemas.


O filme utiliza técnica de imagens tremidas, desfocadas, pra tentar trazer o sentido de reais. Tudo isso torna a qualidade do filme baixíssima e há pouquíssimas cenas de susto ou aflição. Pra ser mais exata, apenas 2 ou 3. 


Analisando o contexto, o diálogo e as cenas, fica difícil desfazer a ideia de que o filme foi criado, na verdade, para provocar a igreja católica, considerando que o assunto é polêmico, pouco divulgado e bastante encoberto, tanto que grupos católicos se mobilizaram pela Internet recomendando o boicote ao filme que, embora rodado na Romênia, tem parte da história passada no Vaticano.



“A Filha do Mal” foi dirigido por William Brent Bell. As filmagens foram feitas em Roma e Bucareste. Trata-se da história de que uma mulher (a brasileira Fernanda Andrade) que decide investigar os exorcismos de sua mãe, Maria Rossi (Suzan Crowley).
Em 1989, Maria confessou que havia matado brutalmente três pessoas. Mas não tem domínio sobre sue corpo. Cerca de 20 anos mais tarde, sua filha Isabella tenta compreender a verdade sobre o que aconteceu naquela noite.
Ela viaja até o Hospital para Criminosos Insanos na Itália, onde sua mãe foi detida, para determinar se ela é doente mental ou se está possuída pelo demônio.
Quando ela recruta dois jovens exorcistas do Vaticano (Simon Quarterman e Evan Helmuth) para curarem sua mãe usando métodos não convencionais que combinam ciência e religião, se deparam com os quatro poderosos demônios que possuem Maria.


sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Prêmio Coleira de Ouro: Scorsese inicia briga de cachorro grande antes da premiação

Hollywood tem premiação para todos! Não é só para os seres humanos... Prova disso é o Prêmio Coleira de Ouro que terá sua primeira edição no próximo dia 13. E olha que a premiação nem aconteceu ainda, mas já está dando o que falar. Martin Scorsese iniciou uma briga de cachorro grande ao abrir o verbo em uma carta redigida especialmente por ele ao Los Angeles Times. O que indignou o diretor a tal ponto? A doberman de seu filme "A invenção de Hugo Cabret" não foi indicada a premiação. O diretor chegou até a declarar que Blackie venceria facilmente uma briga, mas ela pode ter problemas para conquistar a simpatia frente ao cachorro bonitinho (terrier) do filme "O Artista". A repercussão do desabafo de Scorsese foi tanta que a revista especializada Dog New Daily que organizou a pioneira premiação informou ao diretor que se houvesse mais de 500 curti no Facebook em favor de Blackie, ela entraria de última hora como indicada ao Coleira de Ouro. Os internautas se mobilizaram e a doberman agora está concorrendo ao prêmio.

Apesar da conquista de Martin Scorsese e da doberman Blackie, o terrier Uggie continua sendo o favorito. Ele recebeu duas indicações a categoria Melhor Cão em um Filme por " O Artista" e por " Água para Elefante". Também concorrem a estatueta Cosmo por "Beginners", Denver por "50/50" , Hummer por "Young Adult".



O Coleira de Ouro premiará também o Melhor Cão em filme estrangeiro e o Melhor Cão em Série de TV.